Perturbação reactiva de vinculação e competências sociais em crianças institucionalizadas

DSpace/Manakin Repository

Perturbação reactiva de vinculação e competências sociais em crianças institucionalizadas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Baptista, Joana Isabel Soares, orient.
dc.contributor.author Consciência, Eliana Martins Duarte
dc.date.accessioned 2018-11-13T18:29:06Z
dc.date.available 2018-11-13T18:29:06Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/9122
dc.description Orientação: Joana Isabel Soares Baptista pt
dc.description.abstract Os estudos têm demonstrado a manifestação dos comportamentos perturbados da vinculação em crianças em acolhimento institucional temporário, sendo que os autores apontam inúmeros riscos associados a estas crianças que justificam a procura sistemática de informação neste âmbito. Nesta linha de pensamento, e motivada pela escassez de estudos no âmbito desta temática, o presente trabalho procura compreender as associações entre a perturbação reativa da vinculação e as competências sociais da criança, tendo em conta os fatores sociodemográficos. Trata-se de um estudo observacional/descritivo, correlacional e transversal. A amostra foi constituída por 35 crianças de ambos os sexos de sete instituições da zona norte de Portugal. Dos resultados apurados não foram encontradas diferenças de género ao nível da perturbação reactiva de vinculação nem associação da mesma com a idade e o tempo de institucionalização. Foram encontradas associações positivas significativas entre o tipo inibido e as subescalas relação com os pares, competências académicas e total da escala de competências e correlação negativa significativa entre o tipo desinibido e a relação com os pares. Estudos devem continuar a incidir sobre a investigação nesta área de forma a serem promovidas intervenções cada vez mais eficazes. pt
dc.description.abstract Studies have shown the manifestation of disturbed behaviors of attachment in children in temporary residential care and the authors suggest a number of risks associated with these children justify the systematic search for information in this area. In this line of thinking and motivated by the scarcity of studies under this theme, this paper seeks to understand the associations between reactive attachment disorder and social skills of the child, taking into account sociodemographic factors. This is an observational / descriptive, correlational and cross. The sample consisted of 35 children of both sexes of seven institutions of the north of Portugal. Findings were not found gender differences in the level of reactive attachment disorder or the same association with age and duration of institutionalization. Significant positive associations were found between the type and inhibited subscales peer relations, academic skills and total scale of skills and significant negative correlation between the type uninhibited and peer relations. Studies should continue to focus on research in this area in order to be promoted interventions increasingly effective. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights closedAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject PSICOLOGIA CLÍNICA pt
dc.subject ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL pt
dc.subject CRIANÇAS pt
dc.subject VINCULAÇÃO pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject CLINICAL PSYCHOLOGY en
dc.subject INSTITUTIONAL CARE en
dc.subject CHILDREN en
dc.subject ATTACHMENT en
dc.title Perturbação reactiva de vinculação e competências sociais em crianças institucionalizadas pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201387930 pt


Files in this item

Files Size Format View Description
Temporario02.pdf 53.95Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account