Biossegurança em explorações de bovinos e ovinos de carne na região do Alentejo central

DSpace/Manakin Repository

Biossegurança em explorações de bovinos e ovinos de carne na região do Alentejo central

Apresentar o registro completo

Título: Biossegurança em explorações de bovinos e ovinos de carne na região do Alentejo central
Autor: Ramos, Catarina de Almeida
Resumo: A Biossegurança constitui um tema atual e com repercussões diretas na produtividade animal. A criação de um projeto que vise melhorar os níveis de biossegurança das explorações de bovinos e ovinos de carne, em extensivo, na região do Alentejo Central, é uma arma decisiva no controlo e/ou erradicação de determinadas doenças que afetam estes efetivos. A prevenção da doença constitui, assim, a principal preocupação do médico veterinário. Diminuir o risco passa por adotar medidas que reduzam a probabilidade de um agente infecioso entrar numa exploração animal, seja através da compra e venda de outros animais, seja através da entrada e saída de pessoas, equipamentos ou veículos de transporte. A adoção de programas de biossegurança, por parte de explorações com sistemas de produção intensiva, é uma realidade antiga. Contudo, em sistemas em extensivo, esta preocupação é mais recente e resulta de uma forte necessidade de aumentar os níveis de produtividade e o lucro. O presente trabalho pretendeu avaliar e classificar, através da realização de inquéritos aos produtores, o nível de biossegurança de sete explorações pecuárias. Dos resultados obtidos, concluiu-se que duas das explorações obtiveram a classificação de alto risco de disseminação de agentes, quatro de médio risco e apenas uma de baixo risco. As principais falhas cometidas ao nível da biossegurança foram identificadas, para cada uma das explorações, e as medidas corretivas recomendadas. O Bem-estar animal é abordado, neste trabalho, como resposta à crescente sensibilidade em relação à melhoria dos sistemas produtivos e a resistência aos antibióticos associada ao conceito de 'One Health'.Biosafety is a current issue with direct repercussions on the animal productivity. The creation of a project that aims to improve the biosafety levels of beef cattle and sheep farms in the Central Alentejo region is a decisive weapon for control and/or eradication of diseases that affect these animals. Disease prevention is the major concern of the veterinarian. Reducing the risk involves adopting measures that reduce the probability of an infectious agent entering an animal, either through the purchase and sale of other animals, or through the entry and exit of people, equipment or transport vehicles. The consolidation of biosafety programs by farms with intensive production systems is an old reality. However, in extensive systems, this is more recent and results of a strong need to increase levels of productivity and profit. The present study aimed to evaluate and classify the biosafety level of seven livestock farms through a producers’ questionnaire. From the results, it was concluded that two of the farms obtained the classification of high risk of agent spread, four of medium risk and only one of low risk. The main biosafety flaws have been identified for each of the farms and corrective measures have been recommended. Animal welfare is addressed here as a response to the improvement of productive systems and antibiotic resistance is associated to the concept of “One Health”.
Descrição: Orientação: Ana Maria Duque de Araújo Munhoz ; co-orientação: Gonçalo de Oliveira Fernandes
URI: http://hdl.handle.net/10437/9074
Data: 2018


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Tese Catarina Ramos Versão Definitiva_Despacho.pdf 3.517Mb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta