Estudo das parasitoses gastrointestinais em bovinos leiteiros abatidos no matadouro da ilha de S. Miguel, Açores

DSpace/Manakin Repository

Estudo das parasitoses gastrointestinais em bovinos leiteiros abatidos no matadouro da ilha de S. Miguel, Açores

Apresentar o registro completo

Título: Estudo das parasitoses gastrointestinais em bovinos leiteiros abatidos no matadouro da ilha de S. Miguel, Açores
Autor: Soares, Ana Beatriz Resendes Damião
Resumo: A bovinicultura leiteira da ilha de São Miguel representa 64,1% da produção do arquipélago dos Açores e este representa 31,2% da produção nacional. O parasitismo gastrointestinal em bovinos em sistemas extensivos aliado às condições ambientais propícias ao seu desenvolvimento pode levar a grandes perdas económicas. A intensidade da infeção parasitária, o sistema de produção e a idade dos animais refletem-se na produção de leite e no peso da carcaça no matadouro. Considerando-se o impacto que os parasitas gastrointestinais causam à bovinicultura, o objetivo deste trabalho foi identificar e determinar a prevalência de parasitas gastrointestinais em fêmeas bovinas com idade superior a 47 meses com pelo menos uma parição (categoria D) da raça Holstein Frísia (HF) criados e abatidos em matadouro da Ilha de São Miguel nos Açores. Foram utilizados métodos coprológicos qualitativos e quantitativos para se determinar o parasitismo e estimar as possíveis perdas económicas na produção de carne através da classificação destas carcaças no matadouro. Das 120 amostras analisadas, observou-se o parasitismo por estrongilídeos gastrointestinais (EGI) em 35,8% dos animais, infecções por Moniezia spp. em 5% e coccidiose por Eimeria spp. em 7,5%. Ao se comparar o peso das carcaças em que se observou a ocorrência de parasitose, constatou-se que os animais parasitados apresentavam em média 17,40 kg a menos do que os animais não parasitados. As perdas económicas associadas às parasitoses poderiam ser evitadas com medidas profiláticas adequadas com base em análises parasitológicas frequentes. Realça-se o papel do médico veterinário na sensibilização dos criadores para promover as boas práticas de controlo das parasitoses.Dairy cattle on the island of São Miguel represents 64.1% of the production of the Azores and this represents 31.2% of the national production. Gastrointestinal parasitism in cattle in extensive systems coupled with environmental conditions conducive to their development can lead to severe economic losses. The intensity of the parasite infection, the production system and the age of the animals are reflected in the milk production and the carcass weight in the slaughterhouse. The intensity of infection and loss of production associated with parasitism are reflected in carcass weight and milk production in extensive production systems. The objective of this study was to determine the prevalence of gastrointestinal parasites in dairy cows aged over 47 months Holstein Friesian (HF) breed (category D) with at least one calving and slaughtered in the São Miguel Island, Azores by coprological methods and performed an estimative of the loss resulting from rejected livers at the slaughterhouse. Parasitism by gastrointestinal strongyles (GIS) was observed in 35.8% of the animals, cestodosis by Moniezia spp. in 5% and coccidiosis in 7.5%. A significant weight difference was observed between carcasses of positive animals with averaging 17.40 kg less than negative animals. The rejection of livers was 97%, and may include parasitic causes. Economic losses associated with parasitic diseases could be avoided with appropriate prophylactic measures based on frequent coprological analysis.
Descrição: Orientação: Ana Maria Duque de Araújo Munhoz
URI: http://hdl.handle.net/10437/8826
Data: 2018


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
Temporario02.pdf 53.95Kb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta