A experiência da maternidade em famílias monoparentais e famílias intactas

DSpace/Manakin Repository

A experiência da maternidade em famílias monoparentais e famílias intactas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Nazaré, Bárbara, orient.
dc.contributor.author Sequeira, Rita Belo
dc.date.accessioned 2018-05-22T14:46:40Z
dc.date.available 2018-05-22T14:46:40Z
dc.date.issued 2018
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/8802
dc.description Orientação: Bárbara Nazaré pt
dc.description.abstract O conceito de família tem vindo a mudar, registando-se um aumento do número de famílias monoparentais em Portugal nos últimos anos. A literatura revelou uma vulnerabilidade acrescida das famílias monoparentais, o que ilustra a pertinência de comparar a experiência de maternidade nas famílias monoparentais e nas famílias intactas. Neste estudo, foram consideradas variáveis como: a responsividade materna, a confiança parental, o stress associado ao nascimento de um filho, a qualidade de vida e a fadiga. Nesta investigação, participaram 252 mães, 215 em famílias intactas e 37 em famílias monoparentais. Na responsividade materna, verificaram-se diferenças entre os grupos, sendo que as famílias intactas têm níveis superiores de responsividade. Quanto à qualidade de vida, à fadiga, à confiança parental e ao stress, não se verificaram diferenças entre os grupos. Os resultados deste estudo poderão indicar que a vulnerabilidade que é atribuída às mães de famílias monoparentais não se verifica. pt
dc.description.abstract The concept of family has changed, and in the last few years there was an increase in the number of single-parent families in Portugal. Literature shows an increased vulnerability among single-parent families, which illustrates the relevance of comparing the experience of motherhood in single-parent families with intact families in variables such as: maternal responsiveness, parental confidence, stress associated to the birth of a child, quality of life, and fatigue. A sample of 252 mothers, 215 in intact families and 37 in single-parent families, answered the protocol. In responsiveness, there were differences between the groups, intact families displayed more maternal responsiveness than single-parent families. Regarding stress, quality of life, parental confidence and fatigue, there were no differences between the groups. The results of this study may indicate that the vulnerability that is attributed to singleparent mothers does not occur. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject MATERNIDADE pt
dc.subject FAMÍLIAS MONOPARENTAIS pt
dc.subject FAMÍLIA pt
dc.subject RELAÇÃO MÃE-FILHO pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject MATERNITY en
dc.subject SINGLE PARENT FAMILIES en
dc.subject FAMILY en
dc.subject MOTHER-CHILD RELATIONSHIP en
dc.title A experiência da maternidade em famílias monoparentais e famílias intactas pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201909839 pt


Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertação_Final_Rita_Belo_Cequeira.pdf 591.3Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account