A satisfação global do trabalhador perante a qualidade de vida do trabalho analisando o grau de vulnerabilidade e resiliência do colaborador face ao stress

DSpace/Manakin Repository

A satisfação global do trabalhador perante a qualidade de vida do trabalho analisando o grau de vulnerabilidade e resiliência do colaborador face ao stress

Apresentar o registro completo

Título: A satisfação global do trabalhador perante a qualidade de vida do trabalho analisando o grau de vulnerabilidade e resiliência do colaborador face ao stress
Autor: Ribas, Vânia Pacheco
Resumo: As organizações são responsáveis por garantir a qualidade de vida no trabalho. Apesar disso existem algumas atitudes que devem partir dos funcionários para que se possa garantir o bom convívio, a satisfação dos colaboradores e um ambiente de trabalho saudável. A Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) tem as suas origens ligadas à escola das relações humanas onde a criação de valor é atribuída ao desempenho do colaborador e sua integração com a organização. Muitos afirmam que a qualidade de vida no trabalho representa um desafio político e organizacional. A mesma está associada a um outro tema: Satisfação no Trabalho. A satisfação do trabalho surge de forma a perceber se o individuo está satisfeito com o seu trabalho atual e descreve alguns dos fatores que os trabalhadores avaliam como mais importantes para se sentirem bem com o trabalho, independentemente da área e função desempenhada. No nosso estudo a satisfação do trabalho será a medida para a validação dos objetivos e hipóteses associadas à qualidade de vida e stress organizacional. O valor e a produtividade das organizações são cada vez mais afetados pelo Stress Organizacional, que impacta diretamente na saúde e aspectos psicossociais dos colaboradores. A qualidade, a motivação e a satisfação, bem como o desempenho dos trabalhadores é afetada pela forma como os mesmos e as organizações lidam com as questões ligadas ao Stress (vulnerabilidade do colaborador) e sua resiliência. Neste trabalho, a validação da relação entre qualidade, satisfação do trabalho, Stress e nível de resiliência foram abordados com recurso a um inquérito que procura validar, na perspetiva do trabalhador os fatores determinantes para a satisfação do trabalho e sua ligação com os conceitos atrás mencionados. O questionário foi disponibilizado de forma online; a amostra foi constituída por 156 trabalhadores. Depois da recolha destes dados, foram analisados e tratados com auxílio do programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) e Microsoft Office Excel. Os resultados do estudo revelam que a satisfação global com o trabalho é associada ao nível de qualificação, diminuindo à medida que aumenta o grau académico; bem como à idade dos inquiridos. A relação entre habilitações e resiliência é contrária, trabalhadores menos qualificados são os mais resilientes. A relação encontrada entre o nível de resiliência e o grau de vulnerabilidade ao stress é negativa, valor esperado; a relação entre satisfação global do trabalho e resiliência é positiva, significativa, contudo a intensidade da sua relação não se mostrou forte. O estudo permitiu ainda a derivação de um conjunto de fatores associados à qualidade do trabalho: condições de trabalho, desenvolvimento de competências, autonomia e criatividade de trabalho, reconhecimento profissional, positivamente associados à satisfação global do trabalhador. É facto de salientar que os resultados do estudo são indexados às carateristicas dos elementos que constituem a amostra.Organizations are responsible for ensuring the quality of life at work. In spite of this, there are some attitudes that must start from the employees so that can guarantee the good conviviality, the satisfaction of the employees and a healthy work environment. The Quality of Life at Work (QWL) has its origins linked to the human relations school where the creation of value is attributed to the performance of the collaborator and its integration with the organization. Many claims that quality of life at work poses a political and organizational challenge. The same is associated with another theme: Work Satisfaction. The satisfaction of the work arises in order to perceive if the individual is satisfied with his current work and describes some factors that workers evaluate with more important to feel well with the work independently of the area and the work performed. In the study work satisfaction will be used as measure for the validation of the objectives and hypotheses associated with QWLand organizational stress. Currently, organizations are faced with the challenge of Organizational Stress, since its impact on the organization directly affects the health of employees and other psychosocial aspects. Quality, motivation, and satisfaction as well as employee performance are affected by how employees and organizations deal with issues related to Stress (vulnerability of the collaborator) and it's resilience. The validation of the relationship between quality, job satisfaction, Stress and level of resilience was approached using an inquiry that seeks to validate, in the perspective of the worker, the determining factors for job satisfaction and its connection with the concepts mentioned above. The questionnaire was available online; the sample consisted of 156 workers. After collecting these data, they were analyzed and treated using the SPSS program (Statistical Package for the Social Sciences) and Microsoft Office Excel. The results of the study show that overall satisfaction with work is associated with the level of qualification, decreasing as the academic degree increases; as well as the age of the workers. The relationship between qualifications and resilience is the reverse, less qualified workers are the more resilient. The relationship between the level of resilience and the degree of vulnerability to stress is negative, expected value; the relationship between overall job satisfaction and resilience is positive, significant, yet the intensity of their relationship is not strong. The study also allowed the derivation of a set of factors associated with the quality of work: working conditions, skills development, autonomy and work creativity, professional recognition, positively associated with the overall satisfaction of the worker. It should be noted that the results of the study are indexed to the characteristics of the sample elements.
Descrição: Orientação: Carlos Miguel Oliveira
URI: http://hdl.handle.net/10437/8797
Data: 2017


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
VÂNIA RIBAS - 2018.pdf 2.697Mb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta