Relevância do aprendizado da língua brasileira de sinais: percepção dos discentes e dos docentes de um centro de ensino e de apoio à pessoa surda

DSpace/Manakin Repository

Relevância do aprendizado da língua brasileira de sinais: percepção dos discentes e dos docentes de um centro de ensino e de apoio à pessoa surda

Apresentar o registro completo

Título: Relevância do aprendizado da língua brasileira de sinais: percepção dos discentes e dos docentes de um centro de ensino e de apoio à pessoa surda
Autor: Mendes, Ana Karina Verde Sampaio
Resumo: Em 2002, a Lei nº 10.436 de 24 de abril, oficializa a Língua Brasileira de Sinais (Libras), como forma de comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza visualmotora, com estrutura gramatical própria, constitui um sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil. A Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, nº 13.146 de 6 de julho de 2015, estabelece, dentre outros, oferta de educação bilíngue, em Libras como primeira língua e na modalidade escrita da língua portuguesa como segunda língua, em escolas e classes bilíngues e em escolas inclusivas. A Língua de sinais, utilizada pelas pessoas surdas, é desconhecida pela maioria das pessoas, fato este que justifica a necessidade de conscientizar a sociedade, como um todo, para o aprendizado da Língua Brasileira de Sinais – Libras, visando a interação entre as pessoas surdas e as ouvintes em um contexto social e educacional. Nesse contexto, desenvolveu-se uma pesquisa exploratória, descritiva, no Centro de Ensino e de Apoio à Pessoa com Surdez (CAS), em São Luís/MA, com o objetivo de compreender a relevância atribuída ao aprendizado da Libras, tendo em conta a percepção dos discentes e dos docentes do referido Centro. No total, foram 30 participantes, sendo 10 pessoas surdas e 20 ouvintes, dentre esses, 10 professores de Libras. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, aplicadas por meio de 03 roteiros, contendo 12 perguntas cada, que foram gravadas e posteriormente transcritas para análise do discurso. Os resultados sinalizam que as pessoas surdas que buscam o aprendizado de Libras, visam suas inclusões social, educacional e profissional. Os ouvintes o fazem com o intento de, além da própria comunicação com as pessoas surdas, muitas vezes, familiares, adquirir o aprendizado de Libras como meio de trabalho de intérpretes e/ou como professores de Libras. Porém, o processo ensino aprendizagem de Libras ainda precisa ser mais socializado e/ou operacionalizado de maneira eficaz, visando alcançar a sociedade de forma geral, bem como a inclusão das pessoas surdas, desconstruindo os estigmas e discriminações entre os seres humanos.In 2002, the Law 10.436 of April 24th legalizes the Brazilian Sign Language (Libras), as a means of communication and expression, in which the linguistic system of visualmotor nature, with its own grammatical structure, constitutes a linguistic system for transmitting ideas and facts, from deaf people communities in Brazil. The Brazilian Law for the Inclusion of the Disabled People (Law 13.146/2015) states – among other things – the offer of bilingual education in Libras as first language and in the written skill, the Portuguese language, as a second language, in schools and bilingual classrooms, and within inclusive schools. Most people are unaware of the sign language used by deaf people, this fact justifies the necessity to inform the whole society to learn the Brazilian Sign Language – Libras, aiming to Interact deaf people and non-deaf people in a social and educational environment. In this context, an exploratory, descriptive research was carried out at the Centro de Ensino e de Apoio à Pessoa com Surdez (CAS), in city of São Luís, state of Maranhão, aiming to understand, having in mind its students’ and teachers perceptions, the relevance credited to learning Libras. In total, 30 participants, 10 of them were deaf people, and 20 listeners, among these, 10 of them teachers of Libras. The data were collected by means of semi-structured interviews, applied by means of 3 (three) guidelines containing 12 questions each, which were recorded, lately transcribed for discourse analyses. The results point out that deaf people who search for learning Libras aim their social, educational and professional inclusion. The listeners do so because they – apart from the communication with deaf people, most of the times with relatives – they intend to learn Libras as a means to work as interpreters and/or as teachers of Libras. However, the teaching-learning process of Libras still needs to be more socialized and/or operationalized in a more efficient way, aiming to reach society as a whole, as well as the inclusion of deaf people, changing the stigmas and discrimination among human beings
Descrição: Orientação: Thelma Helena Costa Chahini ; co-orientação: Isabel Rodrigues Sanches da Fonseca
URI: http://hdl.handle.net/10437/8755
Data: 2017


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
ANA KARINA - final.pdf 1.065Mb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta