Family Environment Scale (FES) : contributos para o desenvolvimento da versão reduzida da escala para a população portuguesa

DSpace/Manakin Repository

Family Environment Scale (FES) : contributos para o desenvolvimento da versão reduzida da escala para a população portuguesa

Apresentar o registro completo

Título: Family Environment Scale (FES) : contributos para o desenvolvimento da versão reduzida da escala para a população portuguesa
Autor: Pleno, Luís Miguel Pereira
Resumo: Este estudo apresenta o desenvolvimento da versão reduzida da Family Environment Scale (FES, Moos & Moos, 1986; adaptação e validação para a população portuguesa: Matos & Fontaine, 1992), um instrumento que avalia a perceção sobre o ambiente familiar. Participaram no estudo 1025 indivíduos (15-77 anos), respondendo a um questionário de dados sociodemográficos, à FES e ao Inventário de Sintomas Psicológicos. Da análise factorial exploratória, realizada com 90 itens, resultou uma estrutura com três factores – Coesão, Tradicionalismo e Lazer –, com níveis adequados de consistência interna, e 55 itens. A validade convergente foi analisada a partir das correlações entre a FES e as medidas de Depressão, Ansiedade e Ansiedade fóbica do Inventário da Sintomatologia Psicológica. A análise das diferenças entre sexos evidenciou que o género feminino apresenta níveis mais elevados de Coesão e de Tradicionalismo, em comparação com o género masculino. A análise das diferenças entre grupos etários mostrou que o grupo de Adultos apresenta níveis superiores nas três dimensões, em relação aos grupos de Adolescentes e Adultos Emergentes. A análise das diferenças em função da estrutura familiar indicou que os elementos pertencentes a famílias nucleares intactas apresentam níveis mais elevados de Coesão e de Tradicionalismo que os participantes que coabitam em famílias monoparentais. Os resultados sugerem que a versão reduzida da FES é útil e válida para avaliar a perceção sobre o ambiente familiar na população portuguesa, permitindo caracterizar e diferenciar pessoas e grupos.This study presents the development of the reduced version of the Family Environment Scale (FES, Moos & Moos, 1986; adaptation and validation for the Portuguese population: Matos & Fontaine, 1992), an instrument that evaluates the perception on the family environment. In the study had participated 1025 individuals (15-77 years), which had answered to a questionnaire of sociodemographic data, the FES and the Brief Symptom Inventory. The psychometric characteristics of the reduced version of the FES had been analyzed. The convergent validity had been analyzed from the correlations between the FES and the Brief Symptom Inventory. The reduced version of the FES includes 55 items and presented suitable levels of internal consistency. Relatively to the study of gender variable, it was verified that feminine gender presents more raised levels of Cohesion and Traditionalism than masculine gender. The study of age range allowed us to verify that the Adults had the perception of more Cohesion, Traditionalism and more Leisure than the Emergent Adolescents and Adults. The study on type of family disclosed that the participants who cohabit in intact nuclear families had higher levels of Cohesion and Traditionalism than the participants who cohabit in single parent families. The results suggest that the reduced version of the FES is useful and valid to evaluate the perception on the family environment in the Portuguese population, allowing to characterize and differentiate people and groups.
Descrição: Orientação: Ana Prioste
URI: http://hdl.handle.net/10437/8635
Data: 2017


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Miguel Pleno Dissertação Versão Final.pdf 561.2Kb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta