Consequências da solidão percebida no funcionamento cognitivo e na qualidade de vida do idoso

DSpace/Manakin Repository

Consequências da solidão percebida no funcionamento cognitivo e na qualidade de vida do idoso

Apresentar o registro simples

dc.contributor.advisor Camilo, Cristina, orient.
dc.contributor.author Almeida, Verónica Santos
dc.date.accessioned 2018-03-13T13:40:48Z
dc.date.available 2018-03-13T13:40:48Z
dc.date.issued 2017
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/8630
dc.description Orientação: Cristina Camilo pt
dc.description.abstract A presente investigação teve como principal objectivo verificar as consequências da solidão e relações sociais no funcionamento cognitivo e na qualidade de vida do idoso. A amostra utilizada foi de conveniência, composta por 112 participantes, com idades compreendidas entre os 65 e os 95 anos. Os participantes responderam a um questionário sociodemográfico, Montreal Cognitive Assesment –MoCA (mede o funcionamento cognitivo), Escala de qualidade de vida WHOQOL (mede a qualidade de vida), Mental Health Continuum – Short Form – MHC-SF(mede o bem-estar), e a Escala de solidão de UCLA (mede a solidão). Os resultados mostram que maiores níveis de solidão e relações sociais predizem significativamente menores níveis de qualidade de vida do idoso. Menores níveis de relações sociais implicam um maior funcionamento cognitivo, no entanto, o mesmo não se verificou com a solidão. pt
dc.description.abstract This research had as main objective to verify the consequences of Solitude and social relations in the cognitive functioning and quality of life of the elderly. The sample used was of convenience, composed of 112 participants, with ages between 65 and 95 years. Participants responded to a sociodemographic questionnaire, Montreal Cognitive Assessment -MCACA (it measures cognitive deficit), Quality of Life Scale (WHOQOL), Mental Health Continuum - Short Form - MHC-SF (it measures wellbeing), and the UCLA Solitude Scale (it measures solitude). The results show that higher levels of solitude and social relationships predict significantly lower levels of quality of life of the elderly. Lower levels of social relationships imply a greater cognitive deficit, however, the same did not happen with solitude. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject PSICOLOGIA DA SAÚDE pt
dc.subject QUALIDADE DE VIDA pt
dc.subject IDOSOS pt
dc.subject ISOLAMENTO SOCIAL pt
dc.subject SOLIDÃO pt
dc.subject RELAÇÕES SOCIAIS pt
dc.subject COGNIÇÃO pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject HEALTH PSYCHOLOGY en
dc.subject QUALITY OF LIFE en
dc.subject ELDERLY en
dc.subject SOCIAL ISOLATION en
dc.subject LONELINESS en
dc.subject SOCIAL RELATIONS en
dc.subject COGNITION en
dc.title Consequências da solidão percebida no funcionamento cognitivo e na qualidade de vida do idoso pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201874601 pt


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Tese VerónicaAlmeida - Versão final.pdf 784.7Kb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro simples

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta