Jovens “delinquentes” institucionalizados em Portugal : um estudo qualitativo das suas histórias de vida

DSpace/Manakin Repository

Jovens “delinquentes” institucionalizados em Portugal : um estudo qualitativo das suas histórias de vida

Show full item record

Title: Jovens “delinquentes” institucionalizados em Portugal : um estudo qualitativo das suas histórias de vida
Author: Teixeira, Silvana Daniela Ventura
Abstract: Não existe uma definição consensual na literatura para o termo “delinquência juvenil”. Na tentativa de explicação deste fenómeno encontra-se na literatura, teorias intra-individuais, da aprendizagem social, sócio-estruturais e desenvolvimentais. Verifica-se a predominância de estudos focados na prevalência e na identificação de factores de risco ou de preditores da delinquência, sendo escassos os estudos que procuram compreender o fenómeno desde o ponto de vista de quem o vivencia, de carácter qualitativo. Assim, surge este estudo no sentido de colmatar esta lacuna, através da análise da história de vida de 9 jovens, do sexo masculino, institucionalizados num Centro Educativo em Portugal. Para aceder aos participantes recorreu-se ao pedido de autorização para recolha de dados no Centro Educativo à DGRSP, onde posteriormente foi obtido o consentimento informado dos jovens e/ou dos seus representantes legais. As entrevistas foram realizadas e gravadas nas instalações do Centro Educativo, com uma duração média entre os 45 e os 120 minutos e transcritas na íntegra, de modo a salvaguardar-se a integridade dos relatos para posterior análise. Os resultados indicam que a família e o grupo de pares assume um papel central na vida dos jovens, apesar das experiências negativas (e.g.: maus-tratos, rejeição, abandono). Os jovens focam ainda a dificuldade e instabilidade decorrentes da institucionalização, assim como os remorsos associados ao cometimento dos comportamentos delinquentes. Salienta-se a influência negativa das experiências adversas no seu autoconceito e a valorização do ideal de família unida e afetuosa.There is no consensual definition in the literature for the term "juvenile delinquency". In an attempt to explain this phenomenon is common find in the literature, intra-individuais, social learning, socio-structural and developmental theories. In addition to an "abundance" of quantitative studies comparing to the shortage of qualitative studies. Therefore, this study appears in order to bridge this gap, through analysis of speeches of 9 young, male, institutionalized in a Educational Center in Portugal. To access the participants we proceeded to the request for authorisation to collect data in the Education Center at DGRSP, where it was subsequently obtained the informed consent of young people and/or their legal representatives. The interviews were conducted and recorded on the premises of the Educational Center, with an average duration between 45 and 120 minutes and transcribed in full, in order to safeguard the integrity of the reports for further analysis. The results indicates that family and peer groups assumes a central role in their lifes, although the negative experiences (e.g.: mistreatment, rejection, abandonment). Moreover, young people also focus on the difficulty and instability arising from institutionalization, as well as the remorse associated with the practice of delinquent behaviors. Highlighting the negative influence of adverse experiences on their self-concept and the valorization of the ideal of united, protective and affectionate family.
Description: Orientação: Ana Rita Conde Dias
URI: http://hdl.handle.net/10437/8542
Date: 2017


Files in this item

Files Size Format View Description
DISSERTAÇÃO_SILVANA_DANIELA_VENTURA_TEIXEIRA.pdf 1.018Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account