A relação entre perturbação pós-stress traumático e qualidade de vida em jovens com história de trauma

DSpace/Manakin Repository

A relação entre perturbação pós-stress traumático e qualidade de vida em jovens com história de trauma

Show full item record

Title: A relação entre perturbação pós-stress traumático e qualidade de vida em jovens com história de trauma
Author: Araújo, Joana Sofia da Silva
Abstract: A presente dissertação teve como objetivo analisar a relação entre Perturbação Pós-Stress Traumático (PPST) e Qualidade de Vida em jovens com história de trauma, composta por jovens em situação de acolhimento e jovens que frequentam Escolas Profissionais. As novidades deste estudo prenderam-se com a utilização de uma amostra em que foi relatado pelo menos um acontecimento traumático (preenchimento do Critério A) e a utilização de questionários que avaliam a sintomatologia de PPST segundo o Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders - 5 (DSM-V). Método: O estudo incluiu 372 jovens, dos quais 224 (60.2%) eram estudantes do ensino profissional e 148 (39.8%) eram residentes em Casas de Acolhimento, com idades compreendidas entre 13 e os 17 anos (M = 15.89; DP = 1.26). Os instrumentos administrados foram: Questionário Sócio-Demográfico; Lista de Acontecimentos Traumáticos (LEC-5); Escala de Sintomatologia de PPST na Infância - V (CPSS-V) e Questionário da Qualidade de Vida Pediátrica (PedsQL). Resultados: Os principais resultados revelaram que níveis mais elevados de sintomatologia de PPST foram associados a menores níveis de qualidade de vida. Os jovens pertencentes ao grupo de comparação (escolas profissionais) relataram níveis mais elevados de qualidade de vida, nomeadamente na subescala escola e relações interpessoais. Conclusões: Intervir na prevenção da exposição ao trauma, bem como na prevenção do desenvolvimento de PTSD em resultado da exposição, estará a contribuir para diminuir o consequente impacto negativo na qualidade de vida dos jovens.The following dissertation has the objetive of analyzing the relation between PTSD (Post Traumatic Stres Disorder) and Life Quality in adolescents with a trauma history, composed by adolescents living in residential care and adolescents in professional high schools. The novelty of this study was use of a risk sample, including a community sample in risk, and the use of questionnaires to assess the symptoms of PTSD according to the Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM-V) and the A criterion of the PTSD. Method: The study included 372 adolescents, of which 224 (60.2%) were students of professional high school and 148 (39.8%) were from residential care, with ages between 13 and 17 (M = 15.89; DP = 1.26). We used a socio-demographic questionnaire, Life Events Checklist, Child PPST Symptom Scale – V and Pediatric Life Quality (PedsQL). Results: The main results demonstrated the highest levels of PTSD symptoms are associated with lower quality of life. The comparison group of adolescents (professional high schools) revealed higher life quality, namely on sub-scales school and interpersonal relationships. Conclusions: The intervention of prevention on trauma exposure, as well as preventing the development of PTSD in result of exposure, may be contributing to reduce the negative impact on adolescents’ quality of life.
Description: Orientação: Ricardo José Martins Pinto ; co-orientação: Inês Jongenelen
URI: http://hdl.handle.net/10437/8534
Date: 2017


Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertação_Joana_Araújo.pdf 457.0Kb PDF View/Open Dissertação de mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account