Discoespondilite no cão: estudo retrospetivo de 16 casos clínicos (2015-2017)

DSpace/Manakin Repository

Discoespondilite no cão: estudo retrospetivo de 16 casos clínicos (2015-2017)

Apresentar o registro completo

Título: Discoespondilite no cão: estudo retrospetivo de 16 casos clínicos (2015-2017)
Autor: Almeida, Ana Rita dos Santos Amarante Pereira de
Resumo: A discoespondilite é definida como a infeção do disco intervertebral, bem como, das duas vértebras adjacentes ao mesmo. Está descrita em várias espécies, no entanto, o cão é o animal mais afetado, podendo resultar de uma infeção por via hematógena, paravertebral, peri/pós-operatória ou por corpo estranho. A sintomatologia clínica é normalmente muito variável, podendo ir desde dor, febre, ataxia, paresia a paraplegia com ausência de nociceção profunda. O exame neurológico é fundamental, uma vez que a sintomatologia neurológica ocorre em 50% dos animais afetados. O diagnóstico baseia-se em estudos imagiológicos e exames laboratoriais, sendo o tratamento ideal suportado nos resultados da cultura e dos testes de sensibilidade a antibióticos (TSA). No presente estudo retrospetivo foram analisadas as fichas clínicas de canídeos referenciados para consulta de neurologia na Referência Veterinária (RRV) no período de março de 2015 a junho de 2017, tendo sido selecionados 16 casos. Do total de casos confirmados com discoespondilite, 69% dos pacientes apresentavam mais de 8 anos de idade aquando do aparecimento dos primeiros sinais clínicos. Da amostra selecionada 62,5% correspondem a cães de raça grande, tais como, pastor alemão, golden retriever e labrador. O prognóstico depende da etiologia, sinais neurológicos e resposta ao tratamento instituído.Discospondylitis is defined as an infection of the intervertebral disc, as well as the two vertebrae adjacent to it. This disease is found in several species, however, dog is the most affected one. It may result of a hematogenous infection, paravertebral infection, pre/post surgery or foreign body. Clinical symptomatology usually has a wide rang, from pain, fever hyperthermia and paresis to a non-ambulatory paraplegia without deep nociception. A complete neurological examination is essential, as the neurological symptomatology occurs on 50% of affected animals. The diagnosis is based on imaging studies and laboratory tests and the ideal treatment is supported in the results of culture and antibiotic sensitivity test (AST). In this retrospective study there were analyzed dog clinical files referred for a neurology consult in Referência Veterinária (RRV) from March 2015 to June 2017, and there were selected 16 cases. Of all the cases confirmed with discoespondylitis, 69% of the pacients were older than 8 years when the first clinical signs appeared. It was selected about 62,5% of the sample which corresponded large breed dogs, such as, german shepherd, golden retriever and labrador. The prognosis depends on the etiology, neurological signs and response to treatment.
Descrição: Orientação: Lénio Ribeiro ; co-orientação: João Ribeiro
URI: http://hdl.handle.net/10437/8344
Data: 2017


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Tese Ana Rita de Almeida 4-12-2017.pdf 1.646Mb PDF Visualizar/Abrir DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta