Prevalência de oxyuris equi em equinos estabulados em unidade militar na vila de Mafra

DSpace/Manakin Repository

Prevalência de oxyuris equi em equinos estabulados em unidade militar na vila de Mafra

Show full item record

Title: Prevalência de oxyuris equi em equinos estabulados em unidade militar na vila de Mafra
Author: Inácio, Inês Pereira Henriques Meneses
Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar a prevalência do parasitismo por Oxyuris equi num grupo de equinos estabulados na Escola das Armas, na vila de Mafra e a eficácia do tratamento antiparasitário seletivo com ivermectina 1.87%. Estudos recentes têm evidenciado falhas no controlo do parasitismo por Oxyuris equi, quer na eficácia dos anti-helmínticos quer nas medidas profiláticas desta parasitose. A comprovação da resistência deste parasita às principais classes de antiparasitários como as lactonas macrocíclicas não está totalmente esclarecida, apesar da medicina veterinária baseada na prática, relatar a sua ocorrência. Fizeram parte do estudo vinte sete (27) equinos estabulados com idades entre os três (3) e os vinte e um (21) anos, maioritariamente machos (77.8%), de raça cruzada (51.9%) e com aptidão para saltos de obstáculos (55.6%). O estudo foi realizado através de colheitas de amostras de material perianal, utilizando-se duas técnicas qualitativas: fita-cola e raspagem perianal com um depressor lingual. No período de estudo (três meses) foram diagnosticados sete (7) animais positivos a Oxyuris equi. Nos animais parasitados por Oxyuris equi, foram também realizadas análises coprológicas segundo técnicas coprológicas quantitativas e qualitativas para a pesquisa de parasitismo por outros parasitas gastrointestinais. Nos animais positivos foi realizada a desparasitação seletiva com ivermectina, aos demais animais foi realizada a desparasitação prevista no calendário anual da unidade militar também com o mesmo princípio ativo. Verificou-se que a prevalência de oxiurose no mês de setembro era de 14,8% e 22.2% após a desparasitação. Após o tratamento dos sete equinos parasitados por Oxyuris equi, quatro mantiveram-se positivos. Também se observou que dois animais foram pela primeira vez positivos mesmo após a desparasitação, o que sugere uma possível resistência ou incompleta eficiência oxiuricida da ivermectina. Este estudo evidencia a necessidade do conhecimento da epidemiologia deste parasita e as formas de tratamento e controlo que poderão contribui para a eficiência do tratamento e controlo por Oxyuris equi.The aim of this study is to evaluate the prevalence of parasitism by Oxyuris equi in a group of equines lairaged in the Escola das Armas in the village of Mafra and the effectiveness of the selective anthelmintic treatment with ivermectin 1.87%. Recent studies have demonstrated failures in Oxyuris equi parasitism control, both in the effectiveness of anthelmintics and in the prophylactic measures of this parasite. Evidence of the resistance of this parasite to the main classes of anthelmintic such as macrocyclic lactones is not fully understood, despite the veterinary medicine based on practice, to report its occurrence. Twenty-seven (27) lairaged equines with ages ranging from three (3) to twenty-one (21) years, mostly males (77.8%), crossbred (51.9%) and jumpers (55.6%) were included in the study. The study was performed through sampling of perianal material using two qualitative techniques: scotch tape and perianal scraping with a tongue depressor. Seven (7) positive animals were diagnosed in the period of the study. In the animals worming by Oxyuris equi, coprological analyzes were also performed according to quantitative and qualitative coprological techniques for parasitism research for other gastrointestinal parasites. In the positive animals, the selective deworming was carried out with ivermectin. The other animals were dewormed according to the annual schedule of the military unit with the same active principle. The initial prevalence of Oxyuris equi in September was 14.8%, and 22.2% after deworming. After the treatment of the seven horses worming by Oxyuris equi, four remained positive. It was also observed that two animals were positive for the first time even after deworming, which suggests a possible resistance or incomplete oxyuricidal efficiency of ivermectin. This study shows the need to know the epidemiology of this parasite and the types of treatment and control that may contribute to the efficiency of the treatment and control by Oxyuris equi.
Description: Orientação: Ana Maria Duque de Araújo Munhoz ; co-orientação: Francisco Medeiros
URI: http://hdl.handle.net/10437/8332
Date: 2017


Files in this item

Files Size Format View Description
Versão Final P ... litar na vila de Mafra.pdf 1.974Mb PDF View/Open DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account