Regulação emocional nas relações íntimas: violência nas relações íntimas em jovens adultos

DSpace/Manakin Repository

Regulação emocional nas relações íntimas: violência nas relações íntimas em jovens adultos

Show full item record

Title: Regulação emocional nas relações íntimas: violência nas relações íntimas em jovens adultos
Author: Peixoto, Vanessa Sofia Enes
Abstract: Com o objetivo de determinar o impacto da utilização das estratégias de regulação emocional, supressão emocional (SE) e reavaliação cognitiva (RC), na violência nas relações íntimas, expressa através das táticas de resolução de conflito, foi recolhida uma amostra de 117 jovens adultos com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos. Os participantes preencheram um questionário de dados sociodemográficos, o Questionário de Regulação Emocional (QRE) e as Escalas de Táticas de Conflito Revisadas (CTS2). Não foram encontradas diferenças significativas entre a utilização da SE e da RC nas formas abusivas de resolução de conflito. Contudo, os resultados obtidos evidenciaram que uma regulação emocional que implica a não supressão da expressão das emoções poderá facilitar o acesso à negociação, que corresponde à tática de resolução de conflito mais adaptativa, baseada na discussão racional, argumentação, comunicação de afetos positivos e demonstração de respeito e cuidado pelo parceiro, fatores facilitadores de uma relação íntima equilibrada. Deste modo, seria importante compreender melhor a associação entre a RC e a SE e os comportamentos adotados pelos parceiros nas relações íntimas, pois poderá ser um importante fator a incluir em futuros programas de prevenção da violência nas relações íntimas.In order to determine the impact of the use of the strategies of emotion regulation, supression and reappraisal, on intimate partner violence, expressed through conflict resolution tactics, it was collected a sample of 117 young adults aged between 18 and 30 years old. Participants completed a sociodemographic data questionnaire, the Emotion Regulation Questionnaire (ERQ) and the Revised Conflict Tactics Scales (CTS2). No significant differences were found between the use of supression and reappraisal in abusive conflict resolution. However, the results showed that an emotion regulation that implies the non-supression of the expression of emotions might facilitate the access to negotiation, which corresponds to the more adaptive conflict resolution tactic, based on rational discussion, argumentation, communication of positive affection and demonstration of respect and care for the partner, factors that facilitate a balanced intimate relationship. Thus, it would be important to better understand the association between reappraisal and supression and the partners’ behaviors in intimate relationships because it may be an important factor to be included in future programs for the prevention of violence in intimate relationships.
Description: Orientação: Cristina Camilo
URI: http://hdl.handle.net/10437/8310
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertação (Versão Final)- Vanessa Peixoto.pdf 1.208Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account