Estudos psicométricos da versão portuguesa da Escala de Avaliação Parental

DSpace/Manakin Repository

Estudos psicométricos da versão portuguesa da Escala de Avaliação Parental

Show full item record

Title: Estudos psicométricos da versão portuguesa da Escala de Avaliação Parental
Author: Silva, Lilian Aparecida dos Santos Oliveira
Abstract: A autoeficácia parental refere-se à crença dos pais em relação à sua capacidade para desempenhar o papel parental. O presente estudo teve como principal objetivo o estudo das propriedades psicométricas da versão portuguesa da Escala de Avaliação Parental (EAP). Teve também como objetivo comparar a autoeficácia parental de mulheres e homens. Participaram neste estudo 167 indivíduos de ambos os sexos (103 mulheres e 64 homens) com idades compreendidas entre os 18 e os 52 anos, pais de bebés cujas idades variaram entre 1 e 24 meses. O protocolo de avaliação foi composto por um questionário sociodemográfico e clínico; EAP; Questionário de Confiança Parental; Instrumento de Responsividade Entre Mãe/Pai e Bebé; Nova Escala de Satisfação Sexual e Escala de Depressão Pós-Parto de Edimburgo. Os resultados mostraram que a EAP possui boas qualidades psicométricas, tais como: validade de construto, validade convergente e divergente, validade de critério, sensibilidade e fidelidade, permitindo a sua utilização, tanto na prática clínica como na investigação. Em relação às comparações de género, os resultados indicaram que não existem diferenças significativas entre homens e mulheres.Parental self-efficacy concerns the parental beliefs regarding their ability to perform the parental role. This study aimed to study the psychometric properties of the Portuguese version of Parental Evaluation Scale. It also aimed to compare the parental self-efficacy of women and men. The sample consisted of 167 individuals of both sexes (103 women and 64 men) aged between 18 and 52 years old, whose children ranged from 1 to 24 months in age. The evaluation protocol was composed of a sociodemographic and clinical questionnaire; the Parental Evaluation Scale; the Parental Confidence Questionnaire; Maternal Infant Responsiveness Instrument; the New Sexual Satisfaction Scale; and the Edinburgh Postpartum Depression Scale. The results showed that the Parental Evaluation Scale has good psychometric properties such as: construct validity, convergent and divergent validity; criterion validity, sensitivity and reliability, allowing its use in both clinical practice and research. Regarding gender comparisons, the results showed no significant differences between men and women.
Description: Orientação: Bárbara Nazaré
URI: http://hdl.handle.net/10437/7903
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
lilian silva com juri (8).pdf 924.5Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account