As atitudes dos alunos do terceiro ciclo em relação à inclusão nas aulas de educação física : o contacto anterior e a presença de alunos com nee na turma

DSpace/Manakin Repository

As atitudes dos alunos do terceiro ciclo em relação à inclusão nas aulas de educação física : o contacto anterior e a presença de alunos com nee na turma

Apresentar o registro completo

Título: As atitudes dos alunos do terceiro ciclo em relação à inclusão nas aulas de educação física : o contacto anterior e a presença de alunos com nee na turma
Autor: Correia, Maria Inês Botelho
Resumo: A promoção de uma escola democrática, onde incluir se torne um sinónimo real de envolver, é um desafio com o qual os profissionais de Educação se deparam actualmente. Colocar alunos no centro do processo de ensino/aprendizagem, pressupõe que as suas características e necessidades particulares são atendidas, o que implica a preparação de todo o sistema de ensino para o atendimento a essa mesma heterogeneidade. O presente estudo cujo título é “As Atitudes dos alunos do terceiro ciclo em relação à inclusão nas aulas de Educação Física – O contacto anterior e a presença de alunos com NEE na turma”, tem como objectivo verificar as atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física. A amostra é constituída por 1158 alunos com idades compreendidas entre os 11 e os 18 anos (N=598 género masculino e N=560 género feminino), do Terceiro Ciclo, das regiões de Lisboa, Carcavelos, Torres Vedras e Pinhal Novo. Para a recolha de dados procedeu-se à aplicação de um questionário “As atitudes dos alunos face aos seus pares com deficiência nas aulas de Educação Física” (AID – EF, Leitão, 2014). Quanto aos procedimentos estatísticos, realizou-se uma análise descritiva e posteriormente uma análise inferencial, utilizando o Teste T-student, através do programa estatístico SPSS. Ambos os grupos de estudo (Presença de alunos na turma com NEE e contacto anterior e ausência de alunos na turma com NEE sem contacto anterior) apresentam atitudes diferentes no domínio das crenças favoráveis, crenças de controlo interno e crenças de controlo externo. Os alunos que não têm alunos com NEE na turma nem tiveram contacto prévio apresentam atitudes mais favoráveis nas três dimensões do estudo (Ajzen, 2002) Crenças Comportamentais Favoráveis; Crenças Comportamentais Desfavoráveis; Crenças de Controlo Interno; e Crenças de Controlo Externo à excepção das crenças normativas onde o grupo com contacto anterior e com presença de NEE nas turma apresenta uma atitude mais favorável. Esta afirmação parece rejeitar a Teoria do Contacto (Allport, 1954) que indica que o contacto prévio provoca atitudes mais positivas nos alunos perante os seus colegas com deficiência.Promoting a democratic school, where the idea of inclusion also implies the idea of evolving, is a challenge every professional working in the education field faces nowadays. Putting the students in the center of the teaching and learning process demands an answer to their specific characteristics and needs, which implies preparing the all educational system to be able to attend its own heterogeneity. The purpose of the present study, whose title is “The attitudes of the first secondary school’s students regarding inclusion in physical education classes – the previous contacts and the presence of students with special education needs in the class”, is to analyze the attitudes of the so-called normal students towards their pairs in their physical education’s course classes. The sample comprises 1158 students, with ages that go from 11 years old to 18 year old (N=598 masculine students and N=560 feminine students), who attend the first secondary school and who are based in Lisbon, Carcavelos, Torres Vedras and Pinhal Novo. The data collection was done through an enquiry named “The attitudes of the students regarding their special education needs pairs in Physical Education’s classes” (AID-EF, Leitão, 2014). The statistical procedures used in the present study include a descriptive analysis and an inferential analysis (which was done afterwards), as well as a T-Student test, through the statistical program SPSS. The two groups who were studied (Presence of the students in class with special education needs and with previous contacts; and absence of students in the class with special education needs and no previous contact) show different attitudes in the favorable intern and extern control beliefs’ domains. The students who have no colleagues with special educational needs in their classes – and that, simultaneously, didn’t have previous contact with this kind of students – tend to show more positive attitudes in the three dimensions of the study (Ajzen, 2002): Favorable behavioral beliefs, Unfavorable behavioral beliefs and internal and external control beliefs with the exception of the normative beliefs where the group with previous contact and with presence of SEN in the class presents a more favorable attitude. This statement seems to contradict the Contact Theory (Allport, 1954), which points out that the previous contact with special educational needs’ students generates more positive attitudes towards them.
Descrição: Orientação: Francisco Alberto Ramos Leitão
URI: http://hdl.handle.net/10437/7887
Data: 2016


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Maria-Inês-Correia_Tese-MestradoFINALLL.pdf 1.663Mb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta