Exercício físico e síndrome de dor miofascial

DSpace/Manakin Repository

Exercício físico e síndrome de dor miofascial

Show simple item record

dc.contributor.advisor Palmeira, António Labisa, orient.
dc.contributor.author Espírito Santo, João Carlos Jacinto do
dc.date.accessioned 2017-03-31T15:32:51Z
dc.date.available 2017-03-31T15:32:51Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/7824
dc.description Orientação: António João Labisa da Silva Palmeira; co-orientação: João Paulo Azinheira Martins Moita pt
dc.description.abstract Introdução: A síndrome de dor miofascial é uma condição álgica cada vez mais preocupante nos nossos dias, com uma elevada prevalência na população em geral. O exercício físico é reconhecido como uma forma de controlo da dor e da sua perceção devido ao seu potencial analgésico. Objetivo: Determinar o estado da arte acerca da temática do trabalho através de uma revisão sistemática de literatura. Desenvolver um estudo quasi-experimental antes e depois baseado no estado da arte com o objetivo de analisar o efeito agudo do exercício físico sobre as manifestações dos sintomas da síndrome de dor miofascial em sujeitos adultos. Método: Foi realizada uma pesquisa sistemática da literatura em quatro bases de dados electrónicas (PubMed, Web of Science, Scopus e SportDiscus) por forma a identificar literatura relevante sobre a relação entre a síndrome de dor miofascial e exercício físico. Foi também desenvolvido um estudo experimental que visou a aplicação de um programa de exercícios de força específicos em músculos da região da cintura escapular e pescoço numa amostra de 11 sujeitos com síndrome de dor miofascial. A intensidade da dor mensurada através da Escala Visual Analógica (EVA) foi registada antes e após a intervenção. Resultados: A revisão sistemática da literatura assinalou cinco estudos em que após a intervenção foram encontradas diferenças significativas na redução da intensidade da dor. Resultados semelhantes foram encontrados no estudo experimental, onde foram observadas diferenças significativas (p < .05), em todos os músculos, estudados na diminuição dos registos de dor na EVA após a intervenção. Conclusão: O efeito agudo do treino com exercícios de força diminui os sinais e sintomas da síndrome de dor miofascial em adultos. Foram encontradas significativas em todos os músculos estudados na diminuição dos registos de dor na EVA após a intervenção. Mais estudos com uma amostra mais numerosa, uma intervenção de maior duração com follow-up são aconselháveis de forma a poder retirar conclusões mais fidedignas. pt
dc.description.abstract Introduction: Myofascial pain syndrome is an algic condition of increasing concern nowadays with high prevalence in the general population. Exercise is recognized as a valuable mean to act in pain perception due to its analgesic potential. Objective: To determine the state of the art on the theme of the work through a systematic review of the literature. To develop an quasi-experimental before and after study based on the state of the art in order to examine the acute effects of exercise on the manifestations of the symptoms of myofascial pain syndrome in adults. Method: A systematic literature search was conducted in four electronic databases (PubMed, Web of Science, Scopus and SportDiscus) in order to identify relevant literature on the relationship between myofascial pain syndrome and exercise. Also it was designed an experimental study which goal was applying a specific strength training program in muscles of the shoulder girdle and neck in a sample of 11 subjects with myofascial pain syndrome. The intensity of pain was assessed through the Visual Analog Scale (VAS) and recorded before and after the intervention. Results: Five studies met the inclusion criteria and were included in the review. After the intervention it was found that there was a significant differences in reducing the intensity of pain Similar results were found in the experimental study where there were significant differences were found (p < .05) in all muscles studied in decreasing the pain registers in VAS after the intervention. Conclusion: The acute effect of training with strength exercises reduced the signs and symptoms of myofascial pain syndrome in adults. Significant differences were found in all muscles studied in decreasing the pain registers in VAS after the intervention. Further studies with a larger sample size, intervention and follow-up of longer duration are recommended in order to be able to draw more reliable conclusions. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM EXERCÍCIO E BEM-ESTAR pt
dc.subject DESPORTO pt
dc.subject EXERCÍCIO FÍSICO pt
dc.subject DOR MIOFASCIAL pt
dc.subject SPORT en
dc.subject PHYSICAL EXERCISE en
dc.subject MYOFASCIAL PAIN en
dc.title Exercício físico e síndrome de dor miofascial pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201662531 pt


Files in this item

Files Size Format View Description
TeseJoãoEspíritoSantoCapaRecil.pdf 1.697Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account