Influência de diferentes refeições pré-exercício na flexibilidade metabólica

DSpace/Manakin Repository

Influência de diferentes refeições pré-exercício na flexibilidade metabólica

Show full item record

Title: Influência de diferentes refeições pré-exercício na flexibilidade metabólica
Author: Faustino, Maria Ana Brites
Abstract: Introdução: Numa sociedade moderna existe cada vez menos tempo para uma refeição correta antes da prática de exercício.Objetivo: Verificar qual o efeito de uma refeição rica (HC), ou pobre (PRO), em hidratos de carbono, ingerida trinta minutos antes de uma prova máxima progressiva em variáveis metabólicas e ventilatórias. Método: 14 homens (36,9 ± 6,4 anos), normoponderais (23,6 ± 1,5 Kg/m2) e fisicamente ativos, participaram neste estudo, sendo controlos deles próprios. Completaram duas sessões de exercício, em dias distintos, após a ingestão de uma refeição HC (0,7 g/kg de hidratos de carbono) ou PRO, ambas com igual valor calórico. Durante toda a intervenção foram avaliadas as variáveis de interesse. Resultados: Entre as duas condições houve diferenças significativas (p < 0,05) na glicémia na primeira parte da prova, devido à alimentação. A nível da trigliceridemia as respostas foram semelhantes entre condições.A nível da resposta à intensidade do exercício, ambas as condições tiveram valores semelhantes de lactato. Houve diferenças significativas (p < 0,05) para o valor do quociente respiratório após refeição. À medida que a intensidade do exercício aumentava, ambas as condições tiveram valores similares e próximos de 1. Conclusão: Independentemente das duas refeições ingeridas, o substrato energético preferencial foi a glucose.Introduction: In a modern society there is no time for a healthier meal before exercise. Objective: Studying the effect of a rich, or poor, carbohydrate meal, ingested thirty minutes before a progressive maximum test in metabolic and respiratory variables. Method: 14 men (36.9 ± 6.4 years), normal weight (23.6 ± 1.5 kg / m2) and physically active, participated in this study. They were their own controllers, completing two exercise interventions in different days, after ingesting a high (0.7 g / kg carbohydrate) or low carbohydrate meal, both with the same calories. During the whole intervention the interest variables were analysed. Result: Between the two conditions were significant differences ( p < 0.05) in blood glucose in the first part of the test, because of the meal. The level of triglycerides was similar between conditions. About the response to the intensity of exercise, both conditions had similar lactate values. There were significant differences ( p < 0.05) for the value of the respiratory quotient after meal. As exercise intensity increased, both had similar responses and values were close to 1. Conclusion: Regardless of meals ingested, the energetic substrate was glucose.
Description: Orientação: Ricardo Silvestre
URI: http://hdl.handle.net/10437/7622
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
TESE COM JÚRI.pdf 656.4Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account