Esquemas precoces mal-adaptativos como preditores da hostilidade em violadores

DSpace/Manakin Repository

Esquemas precoces mal-adaptativos como preditores da hostilidade em violadores

Show simple item record

dc.contributor.advisor Carvalho, Joana Patrícia Pereira de, orient.
dc.contributor.author Grosso, Jessica Guerreiro
dc.date.accessioned 2017-01-06T11:43:27Z
dc.date.available 2017-01-06T11:43:27Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/7568
dc.description Orientação: Joana Patrícia Pereira Carvalho pt
dc.description.abstract Incessantemente, o Homem depara-se com situações que o tornam vulnerável, e consequentemente, determinam os seus comportamentos. Assim, o ato de violação também poderá ser resultado de uma situação de vulnerabilidade, onde imperam os fatores psicológicos (raiva e hostilidade). Estes fatores de ordem emocional são frequentemente moldados pela estrutura esquemática do sujeito, ou seja, a percepção que ele tem de si, do mundo e dos outros. Pelo que, surgiu a necessidade de compreender quais os esquemas disfuncionais passíveis de despoletar a hostilidade em violadores. Este estudo pretendeu avaliar o impacto dos Esquemas Precoces Mal-Adaptativos (EPM’s) na hostilidade em violadores. A amostra foi composta por homens condenados por crime de violação (N=53), com idades compreendidas entre os 20 e 58 (M = 34; DP = 9.16). Os resultados demonstraram que o esquema com maior poder preditivo na hostilidade em violadores é o Pessimismo, que corresponde ao domínio Supervigilância e Inibição. Contudo, existem outros dois esquemas (Autocontrolo e Subjugação) de domínios distintos que também explicam a hostilidade em violadores, embora a percentagem de variância seja menor, quando comparada como a estrutura esquemática Pessimismo. Posto isto, seria relevante intervir pela via da Terapia Focada nos Esquemas(TFE) nas estruturas esquemáticas, paraminimizar os níveis dehostilidade em violadores. pt
dc.description.abstract Unceasingly, people are faced with situations making them vulnerable and determining their behavior. Therefore, the act of raping may also be the result of a vulnerable situation, where the psychological factors prevail (anger and hostility). These emotional factors are often shaped by the subject schematic structures, which relate to the perception that he has about himself, the world and the others. So, there is a need to understand which dysfunctional schemes are able to trigger hostility in rapists. This study aimed to evaluate the impact of early maladaptive schemas in the hostility of rapists. The sample consisted in men convicted of rape crime (N = 53), aged between 20 and 58 (M = 34; DP = 9.16). The results showed that the scheme with higher predictive power in rapists’ hostility was Pessimism. However, there are two schemes (self-control and subjugation) that also explain the hostility, although the percentage of variance was smaller, when comparing with the pessimism schematic structure. That said, it would be relevant to intervene by using schema therapy in the schematic structures to minimize the levels of hostility in rapists. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA FORENSE E EXCLUSÃO SOCIAL pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject HOSTILIDADE pt
dc.subject AGRESSORES SEXUAIS pt
dc.subject TERAPIA DO ESQUEMA pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject HOSTILITY en
dc.subject SEXUAL AGGRESSORS en
dc.subject SCHEMA THERAPY en
dc.subject PSICOLOGIA FORENSE pt
dc.subject FORENSIC PSYCHOLOGY en
dc.title Esquemas precoces mal-adaptativos como preditores da hostilidade em violadores pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201540681


Files in this item

Files Size Format View Description
TESE JESSICA.pdf 432.6Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account