Disfunção erétil como ameaça à masculinidade

DSpace/Manakin Repository

Disfunção erétil como ameaça à masculinidade

Show full item record

Title: Disfunção erétil como ameaça à masculinidade
Author: Francisco, Jorge Manuel Teixeira
Abstract: O pénis e o seu desempenho têm-se mantido, ao longo dos tempos, enquanto símbolos de potência, poder, masculinidade e fertilidade, sendo, por isso, essenciais à manutenção duma identidade pessoal positiva. A disfunção erétil representa e é vivida, tendencialmente, como ameaça à masculinidade, com efeitos aos níveis psicológico e social. Este estudo, de âmbito exploratório, pretende contribuir para o aprofundamento do conhecimento acerca da disfunção erétil, valorizando os modos como esta é vivenciada pelos homens e interfere com o seu bem-estar e qualidade de vida e como estes se relacionam com os profissionais que lhes podem prestar ajuda. Entrevistámos 7 homens com idades entre os 19 e os 62 anos e com experiências de disfunção eréctil, tendo submetido o corpus textual a uma análise temática qualitativa. A análise das vivências da disfunção erétil descritas pelos participantes elucida o seu impacto, em termos psicoafetivos, relacionais e simbólicos, e a intersecção de fatores orgânicos, psicossociais e socioculturais. Concluímos que a ocorrência de disfunção erétil mobiliza significados associados à masculinidade hegemónica, pela forte ligação entre o desempenho sexual e a definição dessa masculinidade estereotípica. Esses resultados suscitam a reflexão na prática da sexologia e apelam à continuidade da investigação.The penis and its performance have been, across the ages, symbols of potency, power, masculinity and fertility, therefore being essential to the maintenance of a positive personal identity. The erectile dysfunction represents and is experienced, usually, as a threat to masculinity, with effects on a psychological and social level. This study, in an exploratory field, intends to contribute to the deepening of the knowledge on the erectile dysfunction, valueing the ways how this is lived by men and interferes in their quality of life and how they relate to professionals that may help them. We have interviewed 7 men aged between 19 and 62 years old and with experiences of erectile dysfunction, and we have submitted that textual corpus to a qualitative thematic analysis. The analysis of the experiences of erectile dysfunction described by the participants enlightens us on its impact, in a symbolical, relational, and psycoemotional sense, and the intersection of organic, psycosocial and sociocultural factors. We have concluded that the occurrence of an erectile dysfunction mobilizes senses associated to the hegemonic masculinity, by means of the strong connection between sexual performance and the definition of that stereotypical masculinity. Those results arouse the reflection on the practice of sexology and appeal to the continuity of research.
Description: Orientação: António Manuel Marques
URI: http://hdl.handle.net/10437/7302
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
Temporario02.pdf 53.95Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account