Rutura da parentalidade e comportamentos de risco na adolescência

DSpace/Manakin Repository

Rutura da parentalidade e comportamentos de risco na adolescência

Show full item record

Title: Rutura da parentalidade e comportamentos de risco na adolescência
Author: Espírito Santo, Ana Catarina Jales do
Abstract: A presente dissertação de mestrado tem como objetivo contribuir para uma compreensão mais aprofundada do impacto da rutura da parentalidade nos comportamentos de risco (consumo de substâncias psicoativas) e nos comportamentos antissociais na adolescência. Os cinco primeiros capítulos remetem para uma revisão da literatura no que respeita ao tema da família, parentalidade, dissolução conjugal, e ajustamento ao divórcio. A segunda parte apresenta o estudo empírico, onde são descritos os procedimentos e se analisam os inquéritos por questionário administrado a 52 adolescentes que frequentam a Escola Secundária de Caneças e a catequese do Centro Paroquial de Alfornelos. De acordo com os dados recolhidos, foi possível concluir que as mães obtiveram uma maior percentagem relativamente ao suporte, envolvimento parental, autonomia, monitorização e controlo psicológico para com os filhos, sendo que nas restantes duas escalas (controlo comportamental e monitorização) alcançaram valores praticamente homogéneos com os conseguidos pelos pais. Segundo os autores, tal fato deve-se à custódia da criança e do adolescente ser, maioritariamente, entregue às mães que, deste modo passam mais tempo com os seus filhos e podem, então, investir mais numa relação de proximidade com estes. Para além da diferença notória no que respeita às questões relacionadas com a parentalidade, encontrou-se, também, uma relação entre a rutura da parentalidade e os comportamentos de risco e antissociais na adolescência, uma vez que, os filhos de pais separados/divorciados obtiveram sempre uma maior percentagem desses comportamentos comparativamente com os filhos de famílias intactas.This dissertation aims to contribute to a deeper understanding of the impact of rupture of parenting in risk behaviors (substance use) and antisocial behaviors in adolescence. The first five chapters refer to a review of the literature with regard to the theme of family, parenting, marital dissolution, and adjustment to divorce. The second part presents the empirical study, which describes the procedures and analyzed questionnaire surveys administered to 52 adolescents attending the High School of Caneças and catechesis of the Parish Center Alfornelos. According to the data collected , it was concluded that mothers had a higher percentage relative to the support, parental involvement, autonomy, monitoring and psychological control to the children, and the remaining two scales (behavioral control and monitoring) reached values virtually with homogeneous achieved by parents. According to the authors, this fact is due to the custody of children and adolescents be mainly delivered to mothers who thus spend more time with their children and can then invest more in a close relationship with them. In addition to the striking difference with regard to issues related to parenting, too, we found a relationship between the rupture of parenting and risk behaviors in adolescence and antisocial, since the children of divorced parents obtained always a higher percentage of these behaviors compared to children from intact families.
Description: Orientação: Valentina Chitas
URI: http://hdl.handle.net/10437/7282
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View
Temporario02.pdf 53.95Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account