Neoplasias cutâneas do cão: estudo retrospectivo de 6 anos

DSpace/Manakin Repository

Neoplasias cutâneas do cão: estudo retrospectivo de 6 anos

Show simple item record

dc.contributor.advisor Oliveira, Joana Tavares de, orient.
dc.contributor.author Alves, Sílvia de Sousa Malheiro 
dc.date.accessioned 2016-09-09T12:45:28Z
dc.date.available 2016-09-09T12:45:28Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/7251
dc.description Orientação: Joana Tavares de Oliveira pt
dc.description.abstract Nos cães a pele é o orgão mais afectado tanto para nódulos neoplásicos como para nódulos não neoplásicos (Chikweto et al., 2011). O presente estudo teve como principal objectivo a contribuição para o aumento do conhecimento na área da oncologia veterinária em Portugal, especificamente no que concerne às neoplasias cutâneas, através de uma colheita de dados sobre nódulos cutâneos e da elaboração duma base de dados, para uma melhor compreensão da incidência das neoplasias cutâneas e dos factores que afectam a sobrevida no cão. Este estudo contempla a análise retrospectiva de dados histopatológicos recolhidos na clínica veterinária Linda-a-Vet, localizada em Linda-a-velha, por um período de aproximadamente 6 anos (entre Novembro de 2009 e Maio de 2015). Identificaram-se 167 nódulos cutâneos enviados para histopatologia, sendo 131 confirmados como neoplasias. Destas, 73 apresentaram um comportamento histológico benigno e 58 apresentaram um comportamento histológico maligno. A idade média de diagnóstico foi de 9,8 anos, não havendo predisposição de género. Os cães sem raça definida foram o grupo com maior incidência, sendo o Boxer a raça pura mais observada. No que diz respeito à localização, os membros foram a região mais afectada. As neoplasias de células redondas apresentaram maior número de malignidade, enquanto as de origem epitelial eram maioritáriamente benignas. A origem histológica mais observada foi a epitelial. No entanto, isoladamente, a neoplasia mais comum foi o mastocitoma, seguido do adenoma das glândulas perianais e do lipoma. Dentro das lesões malignas, o grau histológico mais comum foi o grau II, seguindo-se o grau I e, por fim, o grau III. Com este trabalho foi possível concluir que o comportamento biológico, o tipo histológico, a idade do animal, a localização, a origem, os limites, o grau histológico, as recidivas e as metástases podem ser considerados factores de prognóstico uma vez que todos eles afectaram o tempo de sobrevida total de forma estatísticamente significativa. pt
dc.description.abstract In dogs the skin is the most affected organ both for neoplastic as for non-neoplastic tumours (Chikweto et al., 2011). The present study had as main purpose the contribution to increase knowledge in the field of veterinary oncology in Portugal, specifically regarding cutaneous tumours, through a collection of data about cutaneous neoplasms in order to implement a database, for a better understanding of the incidence of cutaneous tumors and factors affecting survival in dogs. This study includes a retrospective analysis of histopathologic data collected at veterinary clinic Linda-a-Vet, located at Linda-a-Velha, for a period of approximately 6 years (between November 2009 and May 2015). It was identified 167 skin nodules, sent to histopathology, of which, 131 confirmed as cancer. 73 tumors had benign biological behavior and 58 had malignant biological behavior. The average age at diagnosis was 9.8 years, with no gender predisposition. Mixed breed were the group with the highest incidence being the most affected pure breed the Boxer. Concerning to location, the members were the most affected region. The round cell tumors showed higher percentage of malignancy, while the ones of epithelial origin were mostly benign. The epithelial histologic origin was the most observed. However, in isolation, mast cell tumor was the most common neoplasia, followed by adenoma of perianal glands and lipoma. Within malignancies, the most common histologic grade was grade II, followed by grade I and, finally, grade III. With this study it was possible to conclude that the biological behavior, histological type, age of animal, the location, the origin, the macroscopic limits, histological grade, recurrences and metastases can be considered prognostic factors since they all affected the overall survival time in a statistically significant way. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA pt
dc.subject VETERINÁRIA pt
dc.subject NEOPLASIAS pt
dc.subject CÃES pt
dc.subject HISTOPATOLOGIA pt
dc.subject NEOPLASMS en
dc.subject DOGS en
dc.subject HISTOPATHOLOGY en
dc.subject CANÍDEOS pt
dc.subject CANIDS en
dc.subject MEDICINA VETERINÁRIA pt
dc.subject VETERINARY MEDICINE en
dc.title Neoplasias cutâneas do cão: estudo retrospectivo de 6 anos pt
dc.type masterThesis pt


Files in this item

Files Size Format View Description
SÍLVIA DE SOUSA MALHEIRO ALVES1.pdf 1.293Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account