Avaliação da motivação para tratamento em comunidade terapêutica para adictos

DSpace/Manakin Repository

Avaliação da motivação para tratamento em comunidade terapêutica para adictos

Show full item record

Title: Avaliação da motivação para tratamento em comunidade terapêutica para adictos
Author: Coelho, António José Candeias
Abstract: Com esta investigação pretendemos verificar as diferenças entre estádios motivacionais em indivíduos com comportamentos aditivos internados em Comunidade terapêutica, em 3 diferentes momentos respetivamente com 1 mês de internamento, 6 e mais de 12 meses, de acordo com o Modelo Transteórico, estados de humor e psicopatologia. Participaram na investigação 95 indivíduos distribuídos de acordo com o tempo de internamento, respetivamente 35, 30 e 30. A motivação para o tratamento foi avaliada com uma versão portuguesa revista: da University o Rhode Island Change Assessment (URICA). A existência de psicopatologia foi avaliada através do Multiphasic Personality Inventory (Mini-Mult) versão reduzida do MMPI e a depressão, utilizando o Beck Depression Inventory – BDI. Segundo os resultados obtidos não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas entre estádios motivacionais para tratamento, humor e psicopatologia entre os 3 momentos avaliativos. No entanto, verificou-se a existência de uma tendência de inversão de valores no segundo momento avaliativo, permitindo uma melhor compreensão da dinâmica do tratamento. De acordo com a nossa experiência clinica foi possível atribuir um significado coerente aos resultados obtidos, sugerindo que aos seis meses de internamento as alterações nos valores médios poderão resultar das contingências da tomada de decisão, consciencialização e da manutenção da abstinência.The aim of this research is to examine motivational differences between individuals with addictive behaviours admitted to a therapeutic community at different stages of treatment, respectively: 1 month, 6 months and over 12 months. The transtheoretical model, moods changes and psychopathology were drawn on to form a conceptual framework for analysis. Ninety-five individuals participated in the study, being divided into 3 study groups according to the aforementioned treatment stages, respectively: 35, 30 and 30 individuals. Motivation for treatment was evaluated through the use of a Portuguese revised version of the University of Rhode Island Change Assessment (URICA) scale. The existence of psychopathology was assessed through the Minnesota Personality Inventory (Mini-Mult) test, a reduced version of the MMPI; whilst depression was determined by applying the Beck Depression Inventory questionnaire (BDI). According to the results obtained, amongst the 3 different evaluated stages, no statistically significant differences were found between patients’ motivations for treatment, humour and psychopathology. However, as far as values are concerned, a reverse trend could be observed during the second evaluation stage, which allowed for a better understanding of the treatment’s dynamics. According to our clinical experience, the results conveyed significant meaning, by suggesting that after six months of admittance to a therapeutic community, changes in average values may result from the contingencies of decision-making, awareness and abstinence maintenance.
Description: Orientação: José de Almeida Brites
URI: http://hdl.handle.net/10437/7059
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
AVALIAÇÃO DA MO ... CA PARA ADITOS (1) (1).pdf 1.135Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account