Qualidade de vida, estratégias de coping e burnout nas Forças de Segurança

DSpace/Manakin Repository

Qualidade de vida, estratégias de coping e burnout nas Forças de Segurança

Show full item record

Title: Qualidade de vida, estratégias de coping e burnout nas Forças de Segurança
Author: Fialho, Ana Catarina Tomé
Abstract: Com o objetivo de identificar e analisar as relações entre a qualidade de vida, o burnout e as estratégias de coping utilizadas pelos profissionais das forças de segurança, foi estudada uma amostra constituída por 172 profissionais das forças de segurança,135 do género masculino com uma média de idades de 39.59 (DP= 9.06) e 37 do género feminino com uma média de idades de 35.03 (DP= 7.19). Os participantes neste estudo preencheram um protocolo composto por um Questionário Sociodemográfico, o Brief Cope (Carver, 1997) adaptação portuguesa de Pais Ribeiro e Rodrigues (2007), o questionário Whoqol Bref (1994, 1995) adaptação portuguesa de Canavarro (2006) e pelo questionário MBI (Maslach & Jackson, 1978) adaptação portuguesa de Manita (2003). Os resultados obtidos revelaram que o sexo feminino apresenta mais estratégias de coping, bem como maior qualidade de vida, comparativamente ao sexo masculino, que por sua vez revela valores mais elevados de burnout. As correlações não demonstraram a existência de valores estatisticamente significativos dos anos de serviço para a qualidade de vida, as estratégias de coping e o burnout. Os resultados foram analisados com base na literatura e as suas implicações relevantes para a sua investigação.In order to identify and analyze the relationship between the quality of life, burnout and coping strategies used by professionals of the security forces, a sample of 172 professionals of the security forces, 135 males with an average was studied age of 39.59 (SD = 9.06) and 37 females with a mean age of 35.03 (SD = 7.19). Participants in the study filled out a protocol consists of a questionnaire sociodemographic, the Brief Cope (Carver, 1997) Portuguese adaptation of Parents Ribeiro and Rodrigues (2007), the questionnaire WHOQOL Bref (1994, 1995) Portuguese adaptation of Canavarro (2006) and the MBI questionnaire (Maslach & Jackson, 1978) Portuguese adaptation Manita (2003). The results revealed that females exhibit a greater coping strategies, as well as higher quality of life compared to males, which in turn reveals higher levels of burnout. Correlations have not shown the existence of statistically significant values of years of service to the quality of life, coping strategies and burnout. The results were analyzed based on literature and its relevant implications for your research.
Description: Orientação: Marina Carvalho
URI: http://hdl.handle.net/10437/7058
Date: 2016


Files in this item

Files Size Format View Description
Tese Ana Fialho FINAL.pdf 922.8Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account