Perceção de pessoas com dificuldade intelectual e desenvolvimental relativamente à sua inclusão

DSpace/Manakin Repository

Perceção de pessoas com dificuldade intelectual e desenvolvimental relativamente à sua inclusão

Show full item record

Title: Perceção de pessoas com dificuldade intelectual e desenvolvimental relativamente à sua inclusão
Author: Neves, Filipe Knop
Abstract: Enquanto conceção, a inclusão implica a participação de todos no exercício de cidadania e dos direitos humanos, com base na igualdade de oportunidades. Pela sua caracterização associada ao comprometimento intelectual e do desenvolvimento, as pessoas com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental são frequentemente consideradas pela sociedade como tendo uma capacidade inferior de percecionar o contexto socio-ambiental onde se encontram. Esta perspetiva pode conduzir à conclusão de que estas pessoas têm a sua capacidade de autodeterminação comprometida, limitando a sua participação na sociedade e, por conseguinte, a sua inclusão. Partindo destes pressupostos, a investigação que realizámos teve como objetivo compreender como as pessoas com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental percecionavam a sua própria inclusão. Tratou-se de uma investigação de natureza qualitativa, de caráter exploratório, com orientação analítico-descritiva, para a qual foi utilizada, como técnica de recolha de dados, a pesquisa documental e a entrevista semiestruturada. Os sujeitos entrevistados foram quatro jovens utentes de uma instituição para pessoas com deficiência, dos quais dois estavam inseridos no mercado de trabalho e dois em fase de estágio profissional, e um elemento da Direção. A interpretação do material recolhido seguiu os procedimentos da análise de conteúdo. Os entrevistados consideraram aspectos como o papel da inclusão social nas suas vidas profissional e pessoal, atitudes percecionadas relativamente à mesma, dificuldades, realização profissional e pessoal e expetativas para o futuro, evidenciando ter uma boa perceção da inclusão e do seu efeito nas suas vidas. De uma forma geral, as opiniões sobre a inclusão tiveram um caráter positivo, se bem que tivessem sido referidas algumas atitudes negativas, tais como de injustiça nas condições de trabalho ou mesmo de exclusão, e também dificuldades e barreiras, tanto ao nível do trabalho, como na utilização de espaços públicos ou até de socialização.As a concept, inclusion requires the participation of all in the exercise of citizenship and human rights, based on equal opportunities. For its characterization associated with intellectual impairment and development, people with Intellectual and Developmental Disability are often considered by society as having a lower ability to perceive the socio-environmental context around them. This perspective can lead to the conclusion that these people have their self-determination capacity compromised, with limitations on their participation in society and, therefore, on their social inclusion process. Under these assumptions, the research we conducted aimed to understand how people with Intellectual and Developmental Disability perceived their own social inclusion. This is a qualitative and exploratory research, with analytical-descriptive orientation, for which we used documentary research and semi-structured interviews as data collection techniques. Interviewees were four young users of an institution for people with disabilities, of which two were already integrated in the labor market and two were trainees in professional courses on that institution. We also interviewed a member of the board of the same institution. The interpretation of the collected material followed the procedures of content analysis. Interviewees considered aspects such as the effects of social inclusion in their professional and personal lives, perceived attitudes towards inclusion, experienced difficulties, professional and personal fulfillment and expectations for the future, all demonstrating to have a good perception about inclusion and its effects on their lives. In general, the opinions about inclusion had a positive character, although some negative attitudes were reported, such as injustice situations in the working environment or feelings of exclusion, and also some difficulties and barriers, both concern labor conditions, as well on the use of public spaces or in socializing situations.
Description: Orientação: Maria Odete Emygdio da Silva
URI: http://hdl.handle.net/10437/6889
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
DISSERTACAO.Fin ... p Neves final com juri.pdf 2.022Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account