Avaliação dos índices eritrocitários MCV, MCHC e RDW e a sua comparação com a resposta reticulocitária em cães e gatos anémicos

DSpace/Manakin Repository

Avaliação dos índices eritrocitários MCV, MCHC e RDW e a sua comparação com a resposta reticulocitária em cães e gatos anémicos

Show full item record

Title: Avaliação dos índices eritrocitários MCV, MCHC e RDW e a sua comparação com a resposta reticulocitária em cães e gatos anémicos
Author: Belo, Ana Filipa Carriço
Abstract: As anemias são frequentemente classificadas em macrocíticas hipocrómicas, normocíticas normocrómicas e microcíticas hipocrómicas com base no tamanho e teor de hemoglobina das células. Alguns estudos sugerem que os índices eritrocitários não são parâmetros fiáveis para classificar a resposta regenerativa. O principal objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia dos índices MCV, MCHC e RDW em cães e gatos anémicos tendo como referência a contagem total de reticulócitos, o método mais fiável para a avaliação da resposta regenerativa. Adicionalmente, verificou-se a prevalência de anemias regenerativas e não regenerativas da amostra, bem como as diferentes etiologias na origem da anemia. A amostra foi dividida em duas populações, 33 cães e 26 gatos. Foram utilizados os testes de Pearson, Spearman, ANOVA e Kruskal-Wallis. Os resultados obtidos sugerem que os índices eritrocitários MCV, MCHC e RDW não são fiáveis para aceder à resposta regenerativa. Dos 33 cães, 16 (49,5%) não demonstraram resposta regenerativa e 17 (51,5%) apresentaram anemia com resposta ligeira ou moderada. Na amostra felina, 21 gatos (81%) apresentaram resposta regenerativa ligeira ou moderada e 5 (19%) não apresentaram resposta regenerativa. Do total de 59 animais, a disfunção secundária da medula óssea constituiu a maior causa de anemia, principalmente por infeção ou inflamação.Anaemia is frequently classified as macrocytic hypochromic, normocytic normochromic and microcytic hypochromic on the basis of the size and haemoglobin contente of the cells. Some studies suggest that red blood cell indices aren’t reliable to classify the regenerative response of anaemia. The main objective of this study was to evaluate the eficacy of MCV, MCHC and RDW in anemic dogs and cats, using the reticulocyte response as term of comparation, since it’s the gold standard to access the regenerative response. Addicionally, we checked the prevalence of regenerative and non regenerative anaemia of the sample and the diferente etiologies of anaemia. The sample was divided in two populations of 33 dogs and 26 cats. Pearson, Spearman, ANOVA and Kruskal-Wallis tests were used. The results suggest that MCV, MCHC and RDW are not reliable to access the regenerative status of anaemia. From the 33 dogs, 16 (49,5%) had non regenerative anaemia and 17 (51,5%) showed slight or moderate regenerative response. From the 26 cats, 21 (81%) showed slight or moderate regenerative response and 5 (19%) did not show bone marrow response. From the total of 59 animals, the major cause of anaemia was bone marrow disfunction, mainly for infeccious or inflamatory processes.
Description: Orientação: Luís Lobo
URI: http://hdl.handle.net/10437/6787
Date: 2015


Files in this item

Files Size Format View Description
FINITTO.pdf 1.648Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account