Deteção molecular de protozoários e bactérias transmitidos por artrópodes vetores em cães do sul de Portugal

DSpace/Manakin Repository

Deteção molecular de protozoários e bactérias transmitidos por artrópodes vetores em cães do sul de Portugal

Show full item record

Title: Deteção molecular de protozoários e bactérias transmitidos por artrópodes vetores em cães do sul de Portugal
Author: Almeida, Bruno Filipe Martinho
Abstract: As doenças caninas transmitidas por artrópodes vetores são causadas por vários agentes como bactérias ou parasitas que podem ser transmitidas por carraças, pulgas, mosquitos ou flebótomos. A prevalência de muitas destas doenças, algumas com potencial zoonótico, está a aumentar na Europa. O presente trabalho teve como objetivo geral determinar a prevalência das infeções por Anaplasma spp., Babesia spp., Bartonella spp., Borrelia burgdorferi sensu lato, Ehrlichia spp., Hepatozoon spp. e Leishmania infantum em amostras de sangue de cão através da técnica de reação em cadeia da polimerase. A área de estudo foi o sul de Portugal, com predominância para a região de Setúbal, Lisboa e Algarve. Como objetivos específicos pretendeu-se relacionar a presença dos agentes com vários fatores intrínsecos (idade, sexo e raça) e extrínsecos (modo de vida, desparasitação externa e viagens). Para tal, foi estudada uma amostra de 1.010 cães que se apresentaram em Centros de Atendimento Médico-Veterinários ou que viviam em abrigos. Na amostra em estudo obteve-se uma prevalência de 6,7% para um ou mais agentes patogénicos, nomeadamente: 1,9% de infeção por Anaplasma spp./ Ehrlichia spp., 0,8% de infeção por Borrelia burgdorferi sensu lato, 3,1% de infeção por Hepatozoon spp. e 1,1% de infeção por Leishmania infantum. Anaplasma platys, Ehrlichia canis, Borrelia burgdorferi s. l. e H. canis foram os agentes identificados após sequenciação, incluindo uma coinfeção por A. platys e H. canis. Não se detetou a presença de ADN de Bartonella spp. ou de Babesia spp. em nenhuma das amostras de sangue testadas. Este estudo realça a importância de se adotarem medidas profiláticas contra ectoparasitas, de modo a prevenir infeções por agentes patogénicos transmitidos por artrópodes vetores e assim levar a uma diminuição do seu potencial de transmissão a outros animais e humanos. Neste estudo também se verificou que os animais residentes na região do Algarve se encontram mais predispostos a infeções transmitidas por vetores que os animais das demais regiões estudadas.Canine vector-borne diseases (CVBD) are caused by a range of pathogens such as bacteria or parasites transmitted by arthropods, including ticks, fleas, mosquitoes and phlebotomine sand flies. The prevalence of many of these diseases, some of them of zoonotic concern, is increasing throughout Europe. This study aimed to determine the prevalence of Anaplasma spp., Babesia spp., Bartonella spp., Borrelia burgdorferi sensu lato, Ehrlichia spp., Hepatozoon spp., and Leishmania infantum by polymerase chain reaction in blood samples from dogs living in the south of Portugal, mostly in the Setubal, Lisbon and Algarve regions and to correlate the presence of the studied agents with intrinsic (age, gender and breed) and extrinsic (lifestyle and administration of ectoparasiticides) factors. To this purpose, 1010 dogs from veterinary medical centers and animal shelters were screened. Sixty nine out of 1010 (6.7%) dogs were PCR-positive to at least one of the tested genera or complex of CVBD agents, 1.9% to Anaplasma spp./Ehrlichia spp., 0.8% to Borrelia burgdorferi sensu lato, 3.1% to Hepatozoon spp. and 1.1% to Leishmania infantum. Anaplasma platys, Ehrlichia canis, Borrelia burgdorferi s. l. and Hepatozoon canis were identified by DNA sequencing, including one animal co-infected with both A. platys and H. canis. None of the tested dogs was positive by PCR for Bartonella spp. or Babesia spp. This study highlights the importance of adopting prophylactic measures against ectoparasites in order to prevent infection of dogs with vector-borne pathogens, and therefore, leading to a decrease in its potential transmission to other animals and humans. This study also found out that the dogs from the Algarve region were more predisposed to vector-borne infections than animals from the other studied regions.
Description: Orientação: Carla Maia
URI: http://hdl.handle.net/10437/6682
Date: 2015


Files in this item

Files Size Format View Description
BRUNO FILIPE MARTINHO ALMEIDA FINAL.pdf 1.559Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account