Vinculação e problemas de comportamento em adolescentes

DSpace/Manakin Repository

Vinculação e problemas de comportamento em adolescentes

Show simple item record

dc.contributor.advisor Brites, José de Almeida, orient.
dc.contributor.author Salavessa, Margarida Costa Dias Falcão Trêpa
dc.date.accessioned 2015-06-01T16:02:17Z
dc.date.available 2015-06-01T16:02:17Z
dc.date.issued 2015
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/6342
dc.description Orientação : José Brites pt
dc.description.abstract Este estudo explorou a relação entre a vinculação aos pais e aos amigos e os problemas de internalização e externalização numa amostra de 142 adolescentes, 67 do sexo masculino e 75 do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos (M=14,89; DP=1,95). A qualidade da vinculação aos pais e aos amigos foi medida pelo Inventory of Parent and Peer Attachment (IPPA) e os problemas de internalização e externalização através do Youth Self Report (YSR). Esta investigação revelou: diferenças de género na vinculação aos amigos, com o sexo feminino a apresentar maior confiança nos amigos, maior comunicação com os amigos e a revelar uma vinculação mais segura do que o sexo masculino; diferenças de género nos problemas de internalização e comportamento delinquente, onde as raparigas evidenciaram níveis mais elevados relativamente aos rapazes; diferenças de idade na vinculação aos pais, com os adolescentes mais velhos a revelar níveis inferiores na qualidade de vinculação aos pais do que os adolescentes mais novos. Os resultados mostram, que quanto mais fraca a qualidade de vinculação aos pais e aos amigos, maiores serão os problemas de externalização e internalização e que os problemas de externalização aumentam com a idade. pt
dc.description.abstract This investigation explored the relationship between parent and peer attachment and Internalizing and Externalizing problems in a sample of 142 teenagers, 67 boys and 75 girls, aged between 12 and 18 years of age. The attachment quality to parent and peer was mesured by Inventory of Parent and Peer Attachment (IPPA) and internalizing and externalizing problems by Youth Self Report (YSR). This study revealed: sex differences in attachment to peers, with girls presenting more Trust in peers, better Comunication with peers and a stronger attachment to peers than boys; sex differences in Internalizing and Delinquent problems, where girls showed high levels than boys; age differences in attachment to parents, with the older teenagers reporting lower levels than younger teenagers. Results showed that, lower the level of attachment quality to parent and peer, higher is the level of Externalizing and Internalizing problems and the Externalizing problems tend to increase with age. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA, ACONSELHAMENTO E PSICOTERAPIAS pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject VINCULAÇÃO pt
dc.subject ATTACHMENT en
dc.subject ADOLESCENTES pt
dc.subject ADOLESCENTS en
dc.subject COMPORTAMENTO pt
dc.subject BEHAVIOUR en
dc.title Vinculação e problemas de comportamento em adolescentes pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201228351


Files in this item

Files Size Format View
TeseFinal.pdf 352.5Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account