Auto-estima dos professores de Educação Física: o papel das funções de coordenação

DSpace/Manakin Repository

Auto-estima dos professores de Educação Física: o papel das funções de coordenação

Show full item record

Title: Auto-estima dos professores de Educação Física: o papel das funções de coordenação
Author: Marques, Fábio António Lopes
Abstract: Quando falamos em inclusão nas escolas, o nosso pensamento remete-nos para a ideia de heterogeneidade, das diferenças e dos direitos de todos, independentemente das suas diferenças. Nesse sentido, o trabalho feito pelos professores é elemento chave, e a cooperação é fundamental no que diz respeito ao papel do professor. Como em qualquer trabalho, a satisfação profissional e a auto-estima do trabalhador são importantes, e na vida de um docente é igualmente importante. O objetivo deste estudo foi verificar se a auto-estima dos professores de Educação Física varia quando desempenham funções de coordenação. Como instrumento, utilizámos um questionário - Escala de Auto-Estima Profissional (E.A.P., Leitão, 2012) - com quatro dimensões (sentimento de competência e capacidade; satisfação pessoal nas relações profissionais; percepção do reconhecimento pelos outros; a relação com os alunos). A amostra foi constituída por 161 professores de Educação Física, a leccionarem em diferentes níveis de educação e ensino (da educação pré-escolar ao ensino secundário). Com este estudo concluiu-se que dentro de cada dimensão, os valores apresentados são médio-altos, podendo destacar-se a dimensão “Sentimento de Competência e Capacidade” como aquele que apresenta a média mais alta (M=5,1056; DP 0,62741), e a “Satisfação Pessoal nas Relações Profissionais” como o que apresenta resultados menos satisfatórios (M=4,7122; DP=0,86402). Não existindo resultados estatisticamente significativos, é de destacar, contudo, que os professores que já realizaram funções de coordenação têm uma auto-estima mais baixa comparativamente com os professores que a não realizaram.When we talk about inclusion in schools, our thoughts lead us to the idea of heterogeneity, the differences and equal rights for all, regardless of their differences. In this sense, the work done by teachers is a key element and cooperation is essential to the role of a teacher. As a common aspect to any job, the workers satisfaction and self-esteem are important, as is the life of the teacher. The objective of this study was to examine whether the self-esteem of the physical education teacher varies when playing a coordinating role. The assessing tool that was used was a questionnaire - Professional Self-Esteem Scale (E.A.P., Leitão, 2012)/ Escala de Auto-Estima Profissional (E.A.P., Leitão, 2012) - considering four dimensions (sense of competence and capability; personal satisfaction in professional relationships, perception of recognition by others, and the relationship with students). The sample consisted on 161 physical education teachers that gave lectures at different education and teaching levels (pre-school to high school). Based on this study, we conclude that within each dimension the values are medium-high, highlighting the dimension of "Sense of Competence and Capacity" as the one with the highest mean (M=5,1056; DP 0,62741) and the "Personal Satisfaction in Professional Relationships" dimension as the less successful (M=4,7122; DP=0,86402). In the absence of statistically significant results, it is worth referring that teachers who had already experienced coordination functions evidenced a lower self-esteem when compared to teachers who hadn´t yet undergone such tasks.
Description: Orientação: Maria Odete Emygdio da Silva
URI: http://hdl.handle.net/10437/6271
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View Description
Tese de Mestrado - Fábio Marques.pdf 802.1Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account