Vinculação em casais adultos e sua relação com os respetivos estilos de vinculação parental

DSpace/Manakin Repository

Vinculação em casais adultos e sua relação com os respetivos estilos de vinculação parental

Show full item record

Title: Vinculação em casais adultos e sua relação com os respetivos estilos de vinculação parental
Author: Azevedo, Maria Isabel Gomes Branco Soares de
Abstract: O objetivo do presente estudo consistiu em analisar as relações entre a vinculação parental e amorosa, de acordo com a teoria da vinculação e os autores investigados. Adicionalmente, fomos explorar as associações entre aquelas dimensões com a satisfação conjugal e a satisfação com a vida. A amostra envolveu 340 participantes correspondendo a 170 casais adultos heterossexuais, com mediana de 18,5 anos de vida em comum e média de idades de 47,72 (DP = 11,153) dos homens e 46,08 anos (DP = 9,976) das mulheres. Os dados foram recolhidos por várias medidas constituídas por variáveis sociodemográficas, pelo «Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe» - QVPM, Versão IV (Matos & Costa, 2001a), «Questionário de Vinculação Amorosa» – QVA – Versão III (Matos & Costa, 2001b), «Relationship Assessment Scale» – RAS (Hendrick, Dicke & Hendrick, 1998) e «Satisfaction With Life Scale» – SWLS (Diener, Emmons, Larson & Griffin, 1985). Como metodologia, utilizámos um desenho correlacional de tipo transversal. Como principais resultados, salientamos a existência de associações positivas entre a vinculação segura parental e amorosa, e a maior força de associação foi encontrada entre a vinculação segura amorosa, a satisfação conjugal e a satisfação com a vida, dados consistentes com a teoria da vinculação e a literatura. São apresentadas sugestões de estudos futuros para ampliar o conhecimento da vinculação em adultos maduros na realidade portuguesa.The main aim of this study was to examine the relations between parental and adult romantic attachments, according to attachment theory and to literature reviews. Additionally, we investigated associations between those dimensions and marital satisfaction and life satisfaction. We present a sample of 340 people corresponding to 170 heterosexual couples, with median marital experience of 18,5 years and an average age of 47,72 (SD = 11,153) for men and 46,08 (SD = 9,976) for women. As assessment techniques, we have used a correlate cross design. Research data was drawn from a self-report questionnaire, using the following measures: sociodemographic data, «Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe – QVPM», Version IV (Matos & Costa, 2001a), «Questionário de Vinculação Amorosa – QVA», Version III (Matos & Costa, 2001b), «Relationship Assessment Scale – RAS» (Hendrick, Dicke & Hendrick, 1998) and «Satisfaction With Life Scale – SWLS» (Diener, Emmons, Larson & Griffin, 1985). Our principal findings showed positive associations between parental secure attachment and romantic secure attachment, and the greatest strength of association was found between romantic secure attachment, marital satisfaction and life satisfaction, which are broadly in line with attachment theory and literature data. We suggest further research for a more complete understanding of attachment in Portuguese mature adults.
Description: Orientação : Joana Brites Rosa
URI: http://hdl.handle.net/10437/5956
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View
TESE MARIA AZEVEDO.pdf 11.04Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account