Seroprevalência de Encephalitozoon cuniculi em coelhos assintomáticos da região de Lisboa

DSpace/Manakin Repository

Seroprevalência de Encephalitozoon cuniculi em coelhos assintomáticos da região de Lisboa

Show full item record

Title: Seroprevalência de Encephalitozoon cuniculi em coelhos assintomáticos da região de Lisboa
Author: Patrício, Rui Filipe Galinho
Abstract: O Encephalitozoon cuniculi é um fungo unicelular, intracelular obrigatório, pertencente ao Filo Microsporidia, que afeta vários mamíferos, incluindo o homem, no entanto o seu hospedeiro preferencial é o coelho. Vários estudos foram efetuados nos últimos anos, acerca da prevalência da Encephalitozoonose em coelhos assintomáticos, mas não existe no nosso país nenhum estudo semelhante. Dado o aumento de casos detetado pelo autor nos últimos anos, parece-lhe importante avaliar qual o risco potencial de manifestação de sinais clínicos em coelhos assintomáticos na região de Lisboa. Este trabalho pretende avaliar a situação serológica dos coelhos de estimação e a eventual necessidade de efetuar uma terapêutica preventiva ou controle dos animais reprodutores, de modo a diminuir os riscos de manifestação de sinais clínicos, bem como a disseminação do agente. Para tal foram realizados testes serológicos através de imuno-ensaio de carbono, a cerca de 55 coelhos, sem qualquer sinal de doença, de várias idades e sexos. Destes, cerca de 26 animais foram positivos para Encephalitozoon cuniculi, ou seja 42,7%. Este resultado é convergente com estudos efetuados em outros países, pelo que poderemos afirmar, que na região de Lisboa, a prevalência de E.cuniculi, é também elevada e será aconselhável adotar uma terapêutica preventiva em coelhos assintomáticos com a administração de febendazole 20 mg/Kg Sid durante 28 dias, de modo a evitar a manifestação de sinais clínicos.The Encephalitozoon cuniculi is a fungus, unicellular, obligate intracellular, belonging to the Phylum Microsporidia, which affect various mammals including man, however its preferred host is the rabbit. Several studies have been made in recent years about the prevalence of asymptomatic encephalitozoonosis in rabbits, but there is no study in our country like this. Given the increase in cases, detected by the author in recent years, it seems important to assess what is the potential risk of clinical signs manifestation in asymptomatic rabbits in Lisbon This study aims to assess the serological status of pet rabbits and the necessity for making a therapeutic or preventive control of breeding animals in order to reduce the risk of manifestation of clinical signs, as well as the dissemination of the agent. This serological tests were conducted by carbon immunoassay, with about 55 rabbits without any sign of illness , of various ages and sexes. Of these, about 26 animals were positive for Encephalitozoon cuniculi (42,7%). This result is convergent with studies conducted in other countries, so we can say that in the Lisbon region, the prevalence of E.cuniculi is high and it will be advisable to adopt a preventive therapy in asymptomatic rabbits with febendazole administration of 20 mg /kg SID for 28 days to prevent the manifestation of clinical signs.
Description: Orientação : Pedro Faísca; co-orientação: Filipe Martinho
URI: http://hdl.handle.net/10437/5944
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
dm_RuiPatricio.pdf 1.045Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account