A ponte quebrada: sobre o papel da linguagem como forma de conhecimento e comunicação em romances pós-modernos

DSpace/Manakin Repository

A ponte quebrada: sobre o papel da linguagem como forma de conhecimento e comunicação em romances pós-modernos

Show full item record

Title: A ponte quebrada: sobre o papel da linguagem como forma de conhecimento e comunicação em romances pós-modernos
Author: Banús, Enrique; Barbancho, Iñigo; Dobrescu, Consuela; Sousa, Silvia
Abstract: Que a linguagem consista num dos modos essenciais para conhecer o homem e o mundo é um dos fundamentos da consciência europeia. Ao mesmo nível encontramos a convicção de que a linguagem fornece uma ponte (talvez a ponte por excelência) para estabelecer comunicação. Nalguns períodos de história literária, deparamo-nos com um certo cepticismo em relação a este simples pressuposto: ao longo do romantismo, por exemplo, diversos autores exprimiram os limites da linguagem. Durante a “grande crise européenne”, o romance A Carta de Lord Chandos revelou, provavelmente, o cepticismo mais profundo quanto à capacidade da linguagem abrir caminho ao conhecimento do mundo e do sujeito. Um crise semelhante manifesta-se em Austerlitz de Wolfgang Sebald, um romance representativo da pósmodernidade. Num determinado momento, o protagonista “perde” a linguagem e, por conseguinte, a segurança de uma identidade pessoal consolidada. De forma menos afirmativa mas igualmente clara, surge ainda um momento similar em Moon Palace de Paul Auster, outro ícone pós-moderno. Uma análise destes dois romances pode ajudar-nos a compreender uma questão de extrema relevância: até que ponto é que a linguagem abre caminho ao auto-conhecimento e à comunicação?
URI: http://hdl.handle.net/10437/560
Date: 2007


Files in this item

Files Size Format View
14_a_ponte_quebrada.pdf 128.3Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account