As mutações constitucionais implícitas e os seus limites jurídicos: autópsia de um acórdão controverso

DSpace/Manakin Repository

As mutações constitucionais implícitas e os seus limites jurídicos: autópsia de um acórdão controverso

Apresentar o registro completo

Título: As mutações constitucionais implícitas e os seus limites jurídicos: autópsia de um acórdão controverso
Autor: Morais, Carlos Blanco de
Resumo: 1. O Acórdão nº 353/2012 do Tribunal Constitucional português como uma sentença aditiva de revisão constitucional; 2. Introdução conceptual e tipológica às mutações informais da Constituição; 3. Introdução à mutação constitucional no ordenamento português; 3.1. A relevância relativa das mutações geradas por condutas dos órgãos do poder político: apreciação crítica à tese da transfiguração constitucional; 3.2. O Tribunal Constitucional na zona undosa e de penumbra entre o desenvolvimento interpretativo da Constituição e as “sentenças de revisão constitucional”; 4. Da legitimidade e validade das mutações geradas pela jurisprudência dos Tribunais constitucionais; 4.1. Os ciclos das mutações informais da Constituição; 4.2. Interpretação criativa dos tribunais constitucionais e mutação jurisprudencial; 4.3. Mutações jurisprudenciais “puras” e “impuras”; 4.4. A justiça Constitucional como um poder limitado pela Constituição, pela teleologia da sua função de controlo e pelo dever de fundamentação das suas decisões.
URI: http://hdl.handle.net/10437/5027
Data: 2013


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
as_mutacoes_constitucionais.pdf 596.2Kb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta