A bússola e os cinco pontos cardeais: no caminho da criatividade?

DSpace/Manakin Repository

A bússola e os cinco pontos cardeais: no caminho da criatividade?

Show full item record

Title: A bússola e os cinco pontos cardeais: no caminho da criatividade?
Author: Fielas, Cláudia Cristina Henriques
Abstract: As investigações sobre acriatividade desempenham um deslumbramento sobre quem nelas se estreia, tal é o efeito de esplendor que fomenta logo após as primeiras tentativas de percepção, assim a criatividade trata-se de uma matéria que alguns cientistas e escritores como Vygotsky, Dostoievski, Damásio, Leo Szilard e Jonas Salk têm em consideração. O presente estudo visa analisar a relação entre a Criatividade, Personalidade e Motivação nos estudantes do curso de Psicologia e investigar as relações existentes entre as variáveis sócio demográficas e as respectivas variáveis do estudo. Foi utilizada uma amostra de conveniência de 176 alunos da ULHT,sendo39 do género masculino (22,2 %) e137 do género feminino (77,8 %), com idades compreendidas entre 18 e 52 anos (M = 25,05; DP = 6,81), que preencheu um protocolo de investigação constituído por um questionário de caracterização sócio-demográfica, um teste figurativo para avaliar a Criatividade (TCT-DP, Urban & Jellen, 1996),um questionário de Motivação de Prática Deliberada (Monteiro, Cruz, Almeida& Vasconcelos, 2010)eum teste para avaliar a Personalidade (NEO-FFI, Lima & Simões, 2000). Os resultados obtidos revelaram que a Criatividade se correlacionapositivamente com a Abertura à Experiência (r=.173; p ≤ .05), o que sugere que evoluem no mesmo sentido. Tendo em conta a importância das variáveis do NEO-FFI e a Criatividade, verificou-se que a Abertura à Experiênciaexplica 2.99% [F(1)=.5.328; p=.022 R Squared= .029].Investigations on creativity play a dazzling debut on who is in them, such is the effect of radiance that fosters shortly after the first attempts at perception, creativity so it is a matter that some scientists and writers such as Vygotsky, Dostoyevsky, Damasio , Leo Szilard and Jonas Salk take into consideration. This study aims to analyze the relationship between Creativity, Motivation and Personality in students of psychology and investigate the existing relationships between sociodemographic variables and the respective study variables. A convenience sample was used, composed of 176 students of ULHT, 39 male (22.2%) and 137 female (77.8%), aged between 18 and 52 years old (M = 25.05; SD = 6.81), who completed a research protocol consisting of a sociodemographic questionnaire, a figurative test to evaluate Creativity (TCT-DP, Urban & Jellen, 1996), a questionnaire of Motivation of Deliberate Practice(Monteiro, Cruz Almeida & Vasconcelos, 2010) and a test to assess Personality (NEO-FFI, Lima & Simões, 2000). The results obtained revealed that Creativity is correlated with Openness to Experience (r = .173, p ≤ .05), suggesting that they evolve in the same direction. Given the importance of the NEO-FFI variables and Creativity, the highest value found on regressionswas in Openness to Experience, which explains 2.99% [F (1) = .5.328, p = .022 R Squared =. 029].
Description: Orientação: Sara Ibério Nogueira
URI: http://hdl.handle.net/10437/5019
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View Description
tese final ultima.pdf 692.9Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account