Avaliação do risco de ocorrência de lesões de reabsorção dentária em animais com gengivo-estomatite crónica felina

DSpace/Manakin Repository

Avaliação do risco de ocorrência de lesões de reabsorção dentária em animais com gengivo-estomatite crónica felina

Show full item record

Title: Avaliação do risco de ocorrência de lesões de reabsorção dentária em animais com gengivo-estomatite crónica felina
Author: Santos, Raquel Maísa Viegas dos
Abstract: A gengivo-estomatite crónica felina é uma inflamação complexa crónica, com severidade e intensidade variáveis. Apesar de não estar definida a sua etiopatogenia, parece haver uma relação entre a inflamação e a ocorrência de lesões de reabsorção dentária, enquanto causa ou enquanto consequência da doença. O tratamento para as duas doenças é inespecífico, mas baseia-se na extração dentária, contornada ou não com tratamentos médicos. Este estudo teve como objetivo determinar a ocorrência de lesões de reabsorção dentária em gatos com gengivo-estomatite crónica e avaliar a existência de uma possível associação entre um padrão de estomatite crónica e a presença de lesões de reabsorção dentária. O objetivo secundário consistiu na determinação da percentagem de sucesso e o grau de satisfação dos proprietários, após a intervenção cirúrgica. Foram incluídos no estudo 27 gatos. Os critérios de inclusão consistiram no diagnóstico de genvivo-estomatite crónica, realização de um exame radiográfico intraoral completo de todos os dentes, seguido de tratamento cirúrgico, com extrações dentárias e, finalmente, a resposta, por parte dos proprietários, a um questionário. A ocorrência de lesões de reabsorção dentária neste estudo foi de 66,67%. Não foi possível estabelecer nenhuma associação entre a gengivo-estomatite crónica felina e o desenvolvimento de lesões de reabsorção dentária. Os padrões ulcerativos, proliferativos e o de estomatite caudal na gengivo-estomatite crónica felina mostraram risco acrescido para lesões de reabsorção dentária, mas sem significado estatístico. 70,37% dos animais atingiu a cura clínica e 29,63% obteve melhoria global, num período médio de 2 meses. O grau de satisfação dos proprietários obteve uma média de 4,52 valores, numa escala de 1 a 5. Apesar da prevalência elevada de lesões de reabsorção dentária, não foi possível identificar a gengivo-estomatite crónica felina, enquanto fator de risco para a sua ocorrência. À semelhança de estudos anteriores, a gengivo-estomatite crónica felina responde a tratamento cirúrgico com extrações dentárias.The feline chronic gingivostomatitis is a complex chronic inflammation with variable severity and intensity. Its Etiopathogeny is not well-defined but it seems to be related with inflammation. It is still unknown if inflammation is a cause or a consequence of tooth resorption. The treatment for both diseases is nonspecific, but it is based on tooth extraction, circumvented or not to medical treatment. This study aims to determine the prevalence of tooth resorption in cats feline chronic gingivostomatitis and determine a possible association between a pattern of feline chronic gingivostomatitis and the presence of tooth resorption. The secondary objective relates with the determination of the percentage of success and the owner´s satisfaction with the surgical treatment. The study included 27 cats. The inclusion criteria were the diagnosis of chronic stomatitis, execution of complete intraoral radiographic examination, surgery with dental extractions as treatment, and owner’s response to an inquiry. The occurrence of tooth resorption in this study was of 66.67%. It was impossible to establish any association between stomatitis and the development of tooth resorption. Ulcerative, proliferative and caudal patherns of feline chronic gingivostomatitis showed increased risk for tooth resorption, but without statistical significance. 70.37% of all animals achieved clinical cure and 29.63% got overall improvement within a period of 2 months. The average of owner´s satisfaction obtained was 4.52, in a 1 out of 5 scale. Despite the high prevalence of tooth resorption, it was not possible to identify the feline chronic gingivostomatitis as a risk factor for its occurrence. As in previous studies, the feline chronic gingivostomatitis responds to treatment with surgical extractions.
Description: Orientação : Nuno Cardoso ; co-orientação : Lisa Alexandra Mestrinho
URI: http://hdl.handle.net/10437/4756
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
DISSERTAÇÃO MES ... RIA ULHT RAQUEL SANTOS.pdf 2.923Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account