O movimento dos capitães, o MFA e o 25 de Abril: do marcelismo à queda do Estado Novo

DSpace/Manakin Repository

O movimento dos capitães, o MFA e o 25 de Abril: do marcelismo à queda do Estado Novo

Show simple item record

dc.contributor.advisor Pinto, José Filipe, orient.
dc.contributor.author Carvalho, Luís Pedro Melo de
dc.date.accessioned 2013-12-18T11:43:00Z
dc.date.available 2013-12-18T11:43:00Z
dc.date.issued 2009
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/4379
dc.description Orientação: José Filipe Pinto pt
dc.description.abstract O 25 de Abril de 1974 foi um dos mais importantes acontecimentos que ocorreram em Portugal durante o século XX. Como tal, entende-se útil efectuar uma observação às circunstâncias em que o país vivia na parte final do regime durante o qual o Governo foi chefiado por Marcello Caetano. Entre 1968 e 1974, verificaram-se significativas mudanças na conjuntura internacional, tanto no que concerne à economia, como a nível social e militar. Também a nível interno, a instituição militar começou a ser agitada pelos efeitos da saturação que a guerra estava a causar e que levou o Governo a tomar medidas políticas que tinham por objectivo a eternização do conflito. Nesse contexto, um grupo de oficiais, essencialmente capitães, começou a reunirse clandestinamente para encontrar formas de ultrapassar o impasse político em que o país se encontrava. A partir do momento em que esse grupo considerou que a solução do problema era o derrube do regime, iniciou uma dinâmica de planeamento que culminou com um golpe de estado militar. Este projecto faz uma observação desse período, desde que Caetano chegou ao poder até que foi derrubado, com especial enfoque na evolução da contestação dos capitães que desencadearam o golpe. pt
dc.description.abstract The 25th April of 1974 was one of the most important events that occur in Portugal during the twentieth century. So, it is important to analyse the circumstances in which the country lived at the end of the regime during which the Government was led by Marcello Caetano. Between 1968 and 1974, there have been major changes in the international economic, social and military environment. While the colonial war continued, in the motherland the consequences of the Government decisions were causing unease and unrest among the military. In this context, a group of middle-rank officers, mainly captains, began to meet secretly to find ways to overcome the political impasse in which the country was. From the moment that the group felt that the solution of the problem was the overthrow of the regime, began to plan the actions that would culminate in a military coup. This essay is a study of this period, since Marcello Caetano comes to power until it was depose, with special focus on the evolution of the opposition led by the captains that set off the coup. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject CIÊNCIA POLÍTICA pt
dc.subject GOLPES MILITARES pt
dc.subject GUERRA COLONIAL pt
dc.subject POLITICS en
dc.subject COLONIAL WAR en
dc.subject MILITARY COUPS en
dc.subject 25 DE ABRIL 1974 pt
dc.subject 25TH APRIL 1974 en
dc.subject MESTRADO EM CIÊNCIA POLÍTICA - CIDADANIA E GOVERNAÇÃO pt
dc.title O movimento dos capitães, o MFA e o 25 de Abril: do marcelismo à queda do Estado Novo pt
dc.type masterThesis pt


Files in this item

Files Size Format View Description
O Marcelismo.pdf 2.209Mb PDF View/Open Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account