A farmácia e a cosmética no século XIX em Portugal

DSpace/Manakin Repository

A farmácia e a cosmética no século XIX em Portugal

Apresentar o registro completo

Título: A farmácia e a cosmética no século XIX em Portugal
Autor: Gonçalves, João Pedro Reis Veloso
Resumo: Os cosméticos sempre estiveram presentes desde os primórdios da Humanidade, existindo actualmente uma enorme panóplia de produtos ao alcance dos consumidores. Desde sempre o homem se preocupou com a sua aparência e para tal utilizou os cosméticos como forma de realçar a sua beleza. Durante o século XIX a área dos cosméticos e da farmácia sofreu uma grande evolução devido à revolução industrial e ao aparecimento de novas tecnologias. No século XIX surgiram pela primeira vez métodos de eliminação de rugas, de embelezamento do rosto e na higiene deu-se importância aos banhos com a criação dos balneários públicos. A crescente procura de beleza levou à criação de produtos cosméticos diversos, alguns dos quais perigosos para a saúde, sendo este um dos pontos a abordar nesta tese. Os cosméticos serão abordados como um bem de luxo num país que vivia em extrema pobreza. Serão abordados outros pontos como a importância de produtos cosméticos estrangeiros e efectuar-se-á uma comparação entre um cosmético actual e um do século XIX. A Farmácia em Portugal sofreu profundas alterações no século XIX. A botica deu lugar à farmácia e a produção de medicamentos que anteriormente era feita artesanalmente, passou a ser feita industrialmente. A extinção das ordens religiosas em Portugal em 1834 foi crucial para o desenvolvimento das farmácias. O encerramento das farmácias dos mosteiros originou uma maior viabilização e abrangência territorial dos estabelecimentos privados. Este foi o momento na história da farmácia em Portugal que levou à formação do associativismo. O avanço da produção científica e da literatura técnico profissional que se verificava por toda a Europa também se repercutiu em Portugal. Como exemplo da Literatura Farmacêutica Portuguesa neste século temos a publicação do Codigo Pharmaceutico lusitano. Com o surgimento da era industrial e consequente aumento dos bens produzidos, aperfeiçoou-se a técnica publicitária que deixou de ser unicamente informativa para ser mais persuasiva e agressiva levando o consumidor a comprar. Com esta tese de mestrado tenta-se demonstrar o impacto da revolução industrial no Farmacêutico em Portugal e avaliar a sua resposta às necessidades de mercado. O profissional de saúde deverá apreender rapidamente conhecimento de modo a não perder a sua identidade.Cosmetics have always been present since the dawn of mankind, there is currently a huge range of products to reach consumers. Since man always worried about their appearance and used cosmetics as a way to highlight its beauty. During the nineteenth century the area of cosmetics and pharmacy has undergone a major evolution due to the industrial revolution and the emergence of new technologies. In the nineteenth century came the methods for wrinkle removal, beautification of the face and it was given importance to the baths with the creation of public bathhouses. The increasing demand for beauty has led to many cosmetic products, some of which were dangerous to health, which is one of the items to be addressed in this thesis. The cosmetics will be addressed as a luxury in a country that lived in extreme poverty. We will discussed the importance of cosmetics and we will do a comparison between an actual cosmetic and a cosmetic from the nineteenth century. The Pharmacy in Portugal has undergone profound changes in the nineteenth century. The Pharmacy gave way to the Pharmacy and drug production that was previously done by hand, began to be made industrially. The extinction of the religious orders in Portugal in 1834 was crucial for the development of pharmacies. The ending of the monasteries pharmacies resulted in higher viability and territorial scope of private establishments. This was the moment in the history of pharmacy in Portugal that led to the formation of associations. The advancement of scientific and technical literature was also reflected in Portugal. As an example of the Portuguese Pharmaceutical Literature this century we have the publication of the Codigo Pharmaceutico Lusitaniano. With the emergence of the industrial age and the consequent increase of goods produced, the technique of publicity is no longer solely informative and become more persuasive and aggressive leading the consumer to buy. With this thesis we attempt to demonstrate the impact of the industrial revolution in the portuguese Pharmaceutical and assess their response to the market needs. The health professional should grasp knowledge quickly and not lose his identity.
Descrição: Orientação : João Neto ; Co-orientação: Manuel Fitas
URI: http://hdl.handle.net/10437/4366
Data: 2013


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
DM_João Gonçalves.pdf 12.32Mb PDF Visualizar/Abrir Dissertação

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta