Uso de metilprednisolona como tratamento adjuvante do choque hipovolémico, distributivo e séptico

DSpace/Manakin Repository

Uso de metilprednisolona como tratamento adjuvante do choque hipovolémico, distributivo e séptico

Show full item record

Title: Uso de metilprednisolona como tratamento adjuvante do choque hipovolémico, distributivo e séptico
Author: Monteiro, Rita dos Santos
Abstract: Hoje em dia, o uso abusivo de corticosteroide nos vários tipos de choque(hipovolémico,distributivo e séptico) tem levado a debates polémicos. Ao comparar, os resultados dos inúmeros autores que abordaram este tema, não é possível tirar uma conclusão unânime. A opinião de cada um diverge, havendo autores que apoiam e outros que refutam a sua utilização no choque. O objetivo deste estudo consiste em verificar se o uso metilprednisolona vai surtir algum benefício na reversão e sobrevivência do choque, nos animais, em que a terapêutica inicial de abordagem ao choque não tenha surtido efeito. O presente estudo foi realizado no Hospital Veterinário da Arrábida (HVA), em Azeitão, ao longo de um período de 7 meses, decorrido entre 1 de Setembro de 2011 até 31 Março de 2012. Durante esse tempo, procedeu-se ao acompanhamento de 57 animais em choque hipovolémico, distributivo ou séptico. Nas primeiras horas após ser instituído a fluidoterapia de choque e vasopressores, existiram animais em estudo que não conseguiu estabilizar a pressão arterial média (PAM) dentro dos valores normais de referência. Nestes casos foi administrado um tratamento adjuvante com metilprednisolona. Através da análise descritiva da população em estudo verificou-se que a taxa de mortalidade foi menor no grupo de canídeos e felídeos em que não se efetuou o tratamento adjuvante com metilprednisolona.Today, the abusive use of corticosteroids in various types of shock (hypovolemic, distributive and septic) has led to controversial debates. By comparing the results of several authors who have addressed this topic, it is not possible to draw a unanimous conclusion. The opinion of each differs, with authors who support and others refute its use in shock. The aim of this study is to determine if the use methylprednisolone will be benefit in survival and reversal of shock. In the animals that therapeutic approach to initial shock has not been effective. This study was conducted at the Veterinary Hospital of Arrábida (HVA), in Azeitão, over a period of 7 months between September the 1st, 2011 until March 31th, 2012. During this time, we proceeded to the accompaniment of 57 animals in hypovolemic, distributive or septic shock. In the first hours following the set up of shock fluid and vasopressors, there were animals in this study that not stabilize the mean arterial pressure within the normal reference values. These cases was administered an adjuvant treatment with methylprednisolone. Through the statistical analysis of the studied animals and by comparing the results between the two groups, it was found that the mortality rate was lower in the group of dogs and cats which have not been administered with adjunctive therapy with methylprednisolone.
Description: Orientação : Ângela Paula Neves Rocha Martins ; Co-Orientação : David Ferreira
URI: http://hdl.handle.net/10437/3945
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
Rita_Monteiro.pdf 918.5Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account