As bibliotecas na I República : do discurso político à visão dos intelectuais

DSpace/Manakin Repository

As bibliotecas na I República : do discurso político à visão dos intelectuais

Apresentar o registro completo

Título: As bibliotecas na I República : do discurso político à visão dos intelectuais
Autor: Gonçalves, Maria da Graça
Resumo: Este trabalho visa contribuir para uma melhor compreensão da problemática das bibliotecas públicas durante o período da I República (1910-1926). Pretende-se, assim, apreender à luz do ideário educativo republicano, qual foi a visão doutrinária e as propostas para a criação e/ou reorganização das bibliotecas públicas apresentadas por parte do poder político e de distintos eruditos que pensaram e escreveram sobre esta temática. Neste sentido, a análise documental privilegiou como fontes principais, os diplomas legais considerados mais significativos e estruturantes para o sector bibliotecário, promulgados pelos governos republicanos, bem como os textos doutrinários versados em artigos e ensaios escritos por Raul Proença, António de Bettencourt Ataíde e António Ferrão, os quais deram um importante contributo para a dinamização desta área. O trabalho está organizado em três capítulos: no primeiro, procedemos a uma breve abordagem do contexto político e histórico que favoreceu o desenvolvimento das bibliotecas públicas; no segundo, centramo-nos na análise de legislação referente às bibliotecas Eruditas, Populares e Móveis e, no terceiro, procuramos sinalizar as principais temáticas que mobilizaram os autores acima referidos em torno das Bibliotecas. As bibliotecas públicas, nas suas diferentes tipologias, deveriam constituir-se como espaços complementares à escola, ao serviço da instrução e da cultura, facilitando o acesso ao livro, ao saber, à informação e ao conhecimento e, deste modo, contribuírem para elevar o nível de Educação de todos os cidadãos.The aim of this paper is to aid in the understanding on the subject of public libraries during the 1st Republic (1910-1926). We focus on the ideas and propositions submitted by the political power and by distinguished scholars about the creation and/or reorganization of public libraries in light of the republican educational doctrine. The documentary analysis was based on the legal diplomas promulgated by the Republican Governments considered most relevant concerning the Librarian sector as well the doctrinal texts versed in articles and essays written by Raul Proença, António de Bettencourt Ataíde e António Ferrão which injected great dynamism into this area. This paper is organized into three chapters. The first chapter briefly approaches the historical and political context that favoured the development of public libraries. In the second chapter we discuss the legislation concerning Erudite, Popular and Mobile Libraries. In the third chapter, we tried to flag the main themes that mobilized the abovementioned authors on what libraries are concerned. Public libraries, in its different typologies, should be seen as complementary to school and at the service of instruction and culture, facilitating the access of all citizens to books, learning, information and knowledge, thus raising their education level. Keywords:
Descrição: Orientação : Maria Neves Gonçalves
URI: http://hdl.handle.net/10437/3801
Data: 2012


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
Tese Mestrado_Final.pdf 3.778Mb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta