Deteção e Quantificação Precoce de Clostridium perfringens em Frangos de Crescimento Rápido e de Plumagem Branca na Região de Lisboa e Vale do Tejo

DSpace/Manakin Repository

Deteção e Quantificação Precoce de Clostridium perfringens em Frangos de Crescimento Rápido e de Plumagem Branca na Região de Lisboa e Vale do Tejo

Show full item record

Title: Deteção e Quantificação Precoce de Clostridium perfringens em Frangos de Crescimento Rápido e de Plumagem Branca na Região de Lisboa e Vale do Tejo
Author: Silva, Vera Lúcia Janeiro da
Abstract: Clostridium perfringens é uma bactéria anaeróbia Gram positiva, formadora de esporos e produtora de toxinas capazes de causar um amplo espectro de doenças em humanos e animais. Em frangos de crescimento rápido e de plumagem branca pode causar lesões e manifestações clínicas severas como enterite necrótica aviária (ENA), associada a uma baixa eficiência produtiva e avultadas perdas económicas. Neste estudo pretendeu-se avaliar a utilização de um teste de ensaio imunocromatográfico de fluxo lateral, o Clostridium FirstTestTM, para deteção e quantificação precoce de C. perfringens em frangos de crescimento rápido e plumagem branca e posterior relação entre a presença do agente e as características dos bandos (peso médio à chegada, idade dos bandos à amostragem), fatores ambientais (densidade populacional, temperatura ambiente, humidade da cama) e os indicadores de produção (ganho médio diário, Índice de Conversão Alimentar e percentagem de mortalidade). Para tal, foram analisadas amostras fecais de trinta bandos, em dezoito explorações integradas, na Região de Lisboa e Vale do Tejo. De acordo com a classificação do Clostridium FirstTestTM, dos trinta bandos amostrados entre o décimo primeiro e o décimo quinto dia de vida, 30 % foram classificados como “Positivo” (n=9) e 10 % foram classificados como “Muito Positivo” (n=3); apresentando concentrações médias de C. perfringens de 0,1322 ng/ml e 0,3267 ng/ml, respectivamente. Os restantes bandos, 60% (n=18), foram considerados “Normal” e apresentaram concentrações médias de C. perfringens de 0,0283 ng/ml. As amostras fecais dos bandos classificados de “Positivo” e “Muito Positivo” foram posteriormente sujeitas a análise microbiológica apresentando ambos os grupos unidades formadoras de colónias (UFC), identificadas como C. perfringens. Verificou-se que não existe relação entre os resultados do Clostridium FirstTestTM e as características dos bandos, os fatores ambientais e os indicadores de produção. Verificou-se uma diminuição dos níveis de C. perfringens nos bandos sujeitos a tratamento.Clostridium perfringens is an anaerobic Gram-positive, spore-forming bacterium, which produces toxins that can cause a wide spectrum of diseases in humans and animals. In broilers may cause injuries and severe clinical manifestations, as avian necrotic enteritis (ANE), associated with a reduction in production efficiency and an increase in economic losses. In this study we evaluated the use of a test lateral flow immunochromatographic assay, Clostridium FirstTestTM for detection and quantification of C. perfringens in broilers. We also analyzed the effect of C. perfringens overgrow and some characteristics of the flock such as: weight on arrival and age of birds during the analysis, environmental factors such as: population density, temperature, wet litter, and indicators of production such as: average daily gain, feed conversion ratio and percentage of mortality. Towards this, fecal samples of thirty broiler chicken groups were analyzed in eighteen farms in the Region of Lisbon and Tagus Valley. According to the Clostridium FirstTestTM classification, out of the thirty flocks sampled between the eleventh and the fifteenth day of age, 30% were classified as "Positive" (n=9) and 10% were classified as "High Positive" (n=3). According to the test, the groups classified as "Positive" and "High Positive" showed concentrations of C. perfringens of 0.1322 ng/ml and 0.3267 ng/ml, respectively. Sixty percent (n=18) were considered "Normal" and showed an average concentration of C. perfringens of 0.0283 ng/ml. The fecal samples from flocks classified as "Positive" and "High Positive" were subjected to microbiological analysis and both groups showed colony-forming units (CFU), identified as C. perfringens. It was found that there is no relationship between the results of Clostridium FirstTestTM and the characteristics of the flocks, environmental factors and production efficiency indicators. However, there was a decrease in the levels of C. perfringens in the flocks that received treatment.
Description: Orientação : João Correia Rasquilho Raposo ; co–orientação : Cláudia Sofia Antunes Ferreira
URI: http://hdl.handle.net/10437/3691
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
Vera_Silva_Dissertação.pdf 1.855Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account