Seroprevalência de border disease em Pequenos ruminantes na região do Baixo Alentejo

DSpace/Manakin Repository

Seroprevalência de border disease em Pequenos ruminantes na região do Baixo Alentejo

Show full item record

Title: Seroprevalência de border disease em Pequenos ruminantes na região do Baixo Alentejo
Author: Parreira, Miguel Mardel Correia
Abstract: A “Border Disease” é uma doença infecciosa causada por um pestivírus que afecta maioritariamente pequenos ruminantes, causando problemas reprodutivos, alterações congénitas e animais persistentemente infectados. Não existem registos da seroprevalência desta patologia em Portugal. O objectivo deste trabalho foi estudar a seroprevalência de “Border Disease” em explorações de pequenos ruminantes na região do Baixo Alentejo e relacioná-la com a raça dos animais, dimensão do efectivo, coabitação com bovinos e localização da exploração. Em 197 animais, observaram-se 10 seropositivos que correspondem a uma seroprevalência de 5%. Em 29 explorações observaram-se 6 positivas nas quais, havia pelo menos um animal seropositivo, que corresponde a 20,6 % das explorações. Não foi observada relação significativa da prevalência nas explorações com as raças dos animais, a dimensão do efectivo e a sua localização geográfica. Existe maior probabilidade de casos seropositivos de “Border Disease” em pequenos ruminantes que coabitem com bovinos. A seroprevalência de “Border Disease” é baixa na região do Baixo Alentejo. Mais estudos devem ser efectuados de forma a identificar a estirpe do vírus “Border Disease” (BDV) presente nesta região, a verificar se a seroconversão poderá ter origem no contacto com o vírus da diarreia viral bovina (BVDV) e estudar o impacto desta doença na produção de pequenos ruminantes no Baixo Alentejo.Border Disease is an infectious disease caused by a pestivirus which affects mainly small ruminants causing reproductive problems, congenital anomalies and persistently infected animals. There is no record of the prevalence of the disease in Portugal. The objective of this paper was to study the prevalence of Border Disease in small ruminant farms in the Baixo Alentejo and relate it to the race of animals, herd size, cohabitation with cattle and location of the farm. In 197 animals, 10 were seropositive corresponding to a prevalence of 5%. On 29 farms, 6 were positive in which, at least one animal was seropositive, which corresponds to 20.6% of farms. No significant relation was observed between prevalence with the breeds of the animals, herd size or location of the farm. There is a higher probability of seropositive cases of “Border Disease” in small ruminants living together with cattle. The prevalence of "Border Disease" is low in the region of Baixo Alentejo. More studies should be undertaken to identify the strain of Border Disease Virus (BDV) present in this region, verify if seroconversion may be caused by contact with bovine viral diarrhea virus (BVDV) and study the impact of this disease in the production of small ruminants in the Baixo Alentejo.
Description: Orientação: José Costa Mira ; co-orientação: Ângela Dâmaso
URI: http://hdl.handle.net/10437/3660
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
Tese BD Final.pdf 9.107Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account