Ressonância magnética espectroscópica de rotação do ângulo mágico (HRMAS) como instrumento de caracterização de doentes obesos

DSpace/Manakin Repository

Ressonância magnética espectroscópica de rotação do ângulo mágico (HRMAS) como instrumento de caracterização de doentes obesos

Show full item record

Title: Ressonância magnética espectroscópica de rotação do ângulo mágico (HRMAS) como instrumento de caracterização de doentes obesos;
High resolution magic angle spinning (HRMAS) may be used to characterize obese skin
Author: Tavares, Liliana Patrícia da Veiga Durão Barbosa; Almeida, Maria Angélica; Buján Varela, Julia; Rodrigues, Luís Monteiro
Abstract: A Obesidade é um problema em franco crescimento por todo o globo, com muitas relações com outras comorbilidades. Novos desenvolvimentos tecnológicos como a Ressonância Magmética Espectroscópica de Rotação do Ângulo Mágico (HRMAS) podem ajudar a acelaerar o nosso conhecimento deste complexo e principal tecido - a pele obesa. No presente trabalho os autores aplicaram a técnica de ressonância designada por 1H HRMAS NMR para estudar a pele de doentes obesos e assim contribuir para definir o seu perfil metabólico. Foram obtidas amostras de pele das regiões mamárias e abdominal de 5 doentes obesos e comparadas com idênticas amostras obtidas de 5 paciente normais. Os resultados, embora preliminares, sugerem a existência de diferenças entre os perfis lipídicos dos doentes obesos e dos pacientes normais, a nível da insaturação, especialmente reduzida nas amostras de abdómen da pele obesa. Assim a 1H HRMAS parece proporcionar um interessante meio adicional para melhor caracterizar esta patologia.Obesity is a growing problem worldwide and has many connections to other co-morbidities. New technological developments such as Magic Angle Spinning (HR MAS) - NMR may help to accelerate our knowledge regarding complex material such as the skin. In the present paper, the authors applied 1H HRMAS NMR to study obese skin and difine its metabolic profile. Skin samples from the breast and abdominal regions of 5 obese and 5 normal patients were compared using this spectroscopic technique. These differences particularly occur in the unsaturation level, which in the present conditions seems to be notably reduced in obese adbominal samples. 1H HRMAS appears to provide helpful information to better characterize this pathology.
URI: http://hdl.handle.net/10437/3657
Date: 2013


Files in this item

Files Size Format View
Article5_8n2.pdf 6.714Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account