Promotor da Saúde : o Farmacêutico Promotor de Saúde nas Empresas

DSpace/Manakin Repository

Promotor da Saúde : o Farmacêutico Promotor de Saúde nas Empresas

Show simple item record

dc.contributor.advisor Teixeira, Manuela, orient.
dc.contributor.author Noronha, Nádia Marona de
dc.date.accessioned 2013-02-06T14:02:32Z
dc.date.available 2013-02-06T14:02:32Z
dc.date.issued 2012
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/3073
dc.description Orientação : Manuela Teixeira pt
dc.description.abstract Para as sociedades contemporâneas, onde o predomínio de transtornos mentais parece comprometer a qualidade de vida e a prosperidade económica, não só através de custos diretos de saúde e serviços sociais, mas também devido à perda de emprego e produtividade, a implementação de programas de promoção de saúde ocupacional é imperativa. Os principais objetivos desta monografia são o estudo dos níveis de stresse ocupacional de uma amostra de trabalhadores portugueses, análise do seu conhecimento sobre gestão de stresse e o desenvolvimento de um projeto de promoção de saúde, a realizar por farmacêuticos, que visa um incremento de saúde e bem-estar dos colaboradores no seu local de trabalho. Trata-se de um estudo descritivo observacional e transversal. Aplicou-se um questionário por inquérito online, confidencial e voluntário, onde participaram 240 indivíduos dos quais 104 preencheram os critérios de inclusão. Sessenta e seis são mulheres. Os conhecimentos sobre sintomas associados ao stresse são apenas alguns (51%) ou até mesmo inexistentes (46%), e a maioria da população em estudo não sabe como prevenir (77%) e/ou gerir (82%) o stresse no local de trabalho. O estudo corrobora a existência de fatores de stresse profissional. Programas de promoção de saúde ocupacional, como aquele planificado ao longo do trabalho, podem melhorar o bem-estar, a saúde mental e consequentemente aumentar a produtividade, diminuindo o absentismo dos trabalhadores em Portugal. pt
dc.description.abstract In contemporary societies, where the prevalence of mental disorders seems to compromise life quality and economic prosperity, not only through direct costs of health and social services, but also due the loss of employment and productivity, the implementation of promotional programs for mental health is imperative. The main objectives of this monograph are the study of occupational stress levels of a sample of Portuguese workers, testing their knowledge about stress management and the development of a health promotion project, to be conducted by pharmacists, which seeking an increase in health and welfare of employees in their workplace. This is a descriptive cross-sectional and observational. We applied a questionnaire survey by online, confidential and voluntary, attended by 240 individuals of which 104 met the inclusion criteria. Sixty-six are women. Knowledge of symptoms associated with stress are just a few (51%) or even non-existent (46%) and the majority of the study population does not know how to prevent (77%) and/or manage (82%) stress at location work. The study confirms the existence of stress related factors. Programs to promote occupational health, like that planned throughout the work, can improve welfare, mental health and therefore increase productivity, decreasing absenteeism of workers in Portugal. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject SAÚDE MENTAL pt
dc.subject GESTÃO DE STRESS pt
dc.subject MENTAL HEALTH en
dc.subject STRESS MANAGEMENT en
dc.subject MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS pt
dc.subject PROMOÇÃO DA SAÚDE pt
dc.subject HEALTH PROMOTION en
dc.subject CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS pt
dc.subject PHARMACEUTICAL SCIENCES en
dc.title Promotor da Saúde : o Farmacêutico Promotor de Saúde nas Empresas pt
dc.type masterThesis pt


Files in this item

Files Size Format View
TeseNádiaNoronha.pdf 2.605Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account