A microextracção em fase sólida como técnica de preparação de amostras em química analítica e toxicologia : teoria e aplicações

DSpace/Manakin Repository

A microextracção em fase sólida como técnica de preparação de amostras em química analítica e toxicologia : teoria e aplicações

Apresentar o registro completo

Título: A microextracção em fase sólida como técnica de preparação de amostras em química analítica e toxicologia : teoria e aplicações;
Solid-phase microextraction as a sample preparation technique in analytical chemistry and toxicology: theory and applications
Autor: Gallardo, Eugenia; Costa, S.
Resumo: A microextracção em fase sólida, SPME, é uma técnica de adsorção/dessorção desenvolvida na Universidade de Waterloo (Ontario, Canadá) que elimina a necessidade de utilização de solventes orgânicos ou instrumentos complicados para a extracção e concentração de compostos voláteis e não voláteis a partir de amostras líquidas ou gasosas.A SPME origina resultados lineares dentro de um amplo intervalo de concentrações, é compatível com qualquer tipo de equipamento de cromatografia gasosa, com colunas de enchimento ou capilares, ou ainda cromatografia gasosa-spectrometria de massa. Pode, inclusivamente ser utilizado com injectores split/splitless ou directos. Na análise de urina, sangue ou outras matrizes biológicas, a preparação das amostras é normalmente necessário extraír e concentrar os analitos de interesse, o que é efectuado com recurso à extracção líquido-líquid, extracção em fase sólida, ou outras técnicas. Estes procedimentos apresentam várias desvantagens, onde se incluem o tempo excessivo de preparação e gasto desnecessário de solventes orgânicos. A SPME elimina a maior parte destes inconvenientes, já que é uma técnica rápida e que não necessita de solventes orgânicos ou de equipamentos complicados para ser levada a cabo. Esta técnica pode ser utilizada para monitorizar analitos em amostras líquidas ou gasosas, podendo ser acoplada à cromatografia gasosa, cromatografia gasosa-espectrometria de massa ou cromatografia líquida de alta eficiência. Embora inicialmente direccionada para a determinação de compostos orgânicos no meio ambiente, as suas vantagens nas análises clínicas, forenses e de alimentos têm vindo a ser postas em evidência. Desta forma, com este trabalho pretende-se conhecer mais aprofundadamente esta técnica bem como rever as suas principais aplicações no campo da toxicologia e da química analítica.Solid phase microextraction, or SPME, is an adsorption/desorption technique developed at the University of Waterloo (Ontario, Canada), which eliminates the need for solvents or complicated apparatus for concentrating volatile or non volatile compounds in liquid or gaseous samples. SPME provides linear results over wide concentrations of analytes, and it is compatible with any packed column or capillary gas chromatograph or gas chromatograph-mass spectrometer systems, and can be used with split/splitless or direct/packed injectors. In urine, blood and other drug analysis the sample preparation usually involves removing and concentrating the analytes of interest through liquid-liquid extraction, solid phase extraction, or other techniques. These methods have various drawbacks, including excessive preparation time and extravagant use of organic solvents. The Solid phase microextraction eliminates most of these drawbacks. SPME is fast, it requires no solvents or complicated apparatus, and provides linear results over wide concentrations of analytes (typically to parts per million/parts per billion levels). The technique can be used to monitor analytes in liquid samples or headspace, and can be used with any GC,GCmass spectrometer, orHPLCsystem. Although initially directed for the determination of organic compounds in environmental samples, the advantages of this technique in clinical, forensic and food analysis fields are becoming more important. The purpose of this paper is to study in depth SPME, and review its main applications in both toxicology and analytical chemistry.
URI: http://hdl.handle.net/10437/2151
Data: 2009


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar
732-2625-1-PB.pdf 278.6Kb PDF Visualizar/Abrir

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta