A importância do treino de força nas aulas de educação física : estudo em alunos de ambos os sexos do 7º ano de escolaridade

DSpace/Manakin Repository

A importância do treino de força nas aulas de educação física : estudo em alunos de ambos os sexos do 7º ano de escolaridade

Show full item record

Title: A importância do treino de força nas aulas de educação física : estudo em alunos de ambos os sexos do 7º ano de escolaridade
Author: Vargas, Tiago Alexandre Nobre
Abstract: No conjunto das capacidades motoras, a força parece ser uma das que menos se trabalha no âmbito das aulas de Educação Física. Considerando a sua importância ao nível da saúde, bem-estar e qualidade de vida, nos rendimentos motores e desportivos, e na aquisição da aptidão física, temos como objectivo central verificar se um programa de força tem efeitos múltiplos e multilaterais sobre as diferentes manifestações de força. Como tal, pretendemos verificar a treinabilidade da força em jovens pré-pubescentes e pubescentes, testando a eficácia de um protocolo de treino da força, nas condições da aula de Educação Física, durante 10 semanas à razão de 3 unidades semanais de treino integradas na aula, utilizando apenas recursos existentes na maioria das escolas nacionais. A amostra foi constituída por 2 turmas do 7ºano de escolaridade (55 alunos no total, de ambos os sexos e com idades compreendidas entre 12 e 15 anos, pertencentes à Escola EB 2,3 António Gedeão, em Odivelas). Em ambas as turmas aplicou-se o mesmo protocolo de treino de força, diferindo apenas a sua carga. Numa turma aplicou-se uma carga contínua (grupo experimental), enquanto noutra aplicou-se uma carga descontínua e intermitente (grupo de controlo), no que à elevação da capacidade motora força concerne. A partir da análise comparada das médias dos testes, pudemos constatar a existência de ganhos significativos de força em ambos os sexos no grupo experimental; o trabalho contínuo mostrou-se mais efectivo no desenvolvimento da força média, inferior e superior, enquanto o outro grupo não revelou ganhos significativos nas 3 variantes força. Podemos concluir que é possível melhorar a força nas condições da aula de Educação Física, com apenas três unidades semanais de treino e durante 10 semanas; os rapazes são mais fortes que as raparigas e apresentam uma treinabilidade maior do que elas; enquanto os alunos mais velhos e maturacionalmente, segundo Tanner (1962) têm ganhos mais significativos que se revelam no número de testes de força aptos, após a aplicação dos programas de treino de força.Overall motor skills, strength seems to be one of the worst working within the Physical Education classes. Considering its importance in terms of health, welfare and quality of life, income and motor sports, and the acquisition of physical fitness, we aim to determine whether a central power program has multiple effects on the multilateral and different manifestations of strength. As such, we intend to investigate the trainability of strength in young prepubescent and pubescent, testing the effectiveness of a protocol of strength training, subject to the Physical Education class for 10 weeks at a rate of 3 units per week of classroom training in integrated using only existing resources in most national schools. The sample consisted of two classes of 7 th grade (55 students in total, of both sexes and aged between 12 and 15 years, from the Escola EB 2.3 Antonio Gedeão, in Odivelas). In both groups applied the same protocol of strength training, differing only in their charge. In a class applied to a continuous load (experimental group) while another was applied to a discontinuous and intermittent load (control group) in the lifting force of the motor capacity concerns. From the comparative analysis of means testing, we found the existence of significant gains in strength in both sexes in the experimental group, the ongoing work was more effective in the development of medium strength, upper and lower, while the other group showed significant gains in three variants strength. We conclude that it is possible to improve the strength in terms of physical education class, with only three units of training and weekly for 10 weeks, the boys are stronger than girls and have a greater trainability than them, while older students and maturity, according to Tanner (1962) have improved significantly revealed in the number of strength tests fit, after the application of strength training programs.
Description: Orientação: Jorge dos Santos Proença Martins
URI: http://hdl.handle.net/10437/1597
Date: 2011


Files in this item

Files Size Format View
Seminário Relat ... Tiago Vargas n20095534.pdf 2.638Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account