Satisfação profissional dos enfermeiros

DSpace/Manakin Repository

Satisfação profissional dos enfermeiros

Show full item record

Title: Satisfação profissional dos enfermeiros
Author: Carvalho, Manuela Cristina Fernandes Caldaça da Silva
Abstract: Nos tempos conturbados que vivemos em termos profissionais a satisfação no trabalho é sem dúvida um assunto pertinente e actual. Neste âmbito surge a necessidade de identificar a satisfação profissional dos enfermeiros face a cinco dimensões em estudo que são: a satisfação com o salário, com as chefias, com os colegas, com as promoções e por fim com a natureza do trabalho, bem como, identificar o locus de controlo das suas características pessoais ou seja em que medida um individuo sente que controla o que lhe acontece, e efectuámos também a caracterização sócio-demográfica e profissional da amostra que incidiu no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental E.P.E. tendo sido aplicado um questionário a 249 enfermeiros dessa instituição. Foi utilizada uma metodologia descritiva e correlacional tendo sido definido como objectivo geral: conhecer o nível de satisfação dos enfermeiros face à actividade profissional. Como objectivos específicos: conhecer as características sócio-demográficas e profissionais dos enfermeiros em estudo; identificar face a cinco dimensões de trabalho as que provocam maior satisfação/insatisfação profissional; identificar as características pessoais (locus de controlo) que influenciam a motivação profissional dos enfermeiros; correlacionar o locus de controlo motivacional dos enfermeiros com o nível de satisfação profissional. O instrumento utilizado para a recolha de dados foi o questionário salientando-se as seguintes conclusões: a maioria da amostra é do sexo feminino e situa-se na faixa etária entre os vinte e os trinta anos, a satisfação com os colegas é das cinco dimensões a que provoca maior satisfação; a característica pessoal (locus de controlo) que caracteriza a maior parte dos enfermeiros em estudo é a internalidade; encontramos correlação positiva para um nível de significância de 5 apenas para satisfação com os colegas/satisfação com a natureza do trabalho. De salientar que a satisfação com os colegas não depende do género mas existe dependência face à formação profissional e o locus de controlo é independente do estado civil e do horário praticado.In the troubled times we are living concerning professional matters, job satisfaction is undoubtedly a highly topical subject. In this context arises the need to identify the job satisfaction of the Nurses regarding five different dimensions in study: salary, superiors, coworkers, promotion and nature of work, as well as, to identify the locus of their own personal characteristics; in other words, how can an individual feel that he has control on what happens to himself. We also have made a socio-demographic and professional characterization of the sample, which was focused on a hospital of the Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental E.P.E., based on a questionnaire given to 249 nurses of that institution. A descriptive and correlational methodology was used after defining the general goal: to know the level of job satisfaction of the Nurses. As specific goals: to know the socio-demographic and professional characteristics of the nurses involved in the study; identify, concerning the five dimensions of the work, which one causes higher job satisfaction / dissatisfaction; identify the personal characteristics (locus of control) that influenced the professional motivation of the nurses; to correlate the motivational locus of control of the nurses in relation to the job satisfaction level. The questionnaire used as a tool to collect the data, highlighted the following conclusions: the majority of the participants are female within an age group between the twenty and thirty years old; the satisfaction with the co-workers is, among the five dimensions considered, the one that leads to a greater satisfaction; the personal trait (locus of control) that characterizes most of the nurses in this study is namely Internality; only one positive correlation is found considering the 5 dimensions - the co-workers / nature of the work. Note that: satisfaction with co-workers does not depend on gender, reliance on training does exist and the locus of control is independent of marital status and number of working hours.
Description: Orientação: Óscar Conceição de Sousa
URI: http://hdl.handle.net/10437/1574
Date: 2010


Files in this item

Files Size Format View
FINAL PDF - Sat ... nfermeiros - 20080298-.pdf 1.459Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account