Oralidade : confronto entre os PCN e a concepção dos professores da escola pública – um estudo de caso

DSpace/Manakin Repository

Oralidade : confronto entre os PCN e a concepção dos professores da escola pública – um estudo de caso

Show full item record

Title: Oralidade : confronto entre os PCN e a concepção dos professores da escola pública – um estudo de caso
Author: Gama, Tânia Dantas
Abstract: Este estudo de investigação teve como propósito trazer à luz as necessidades para o desenvolvimento da oralidade nas escolas. Isso é novo na prática de ensino da língua no Brasil, especialmente entre os professores no ensino fundamental. O estudo objetivou analisar as representações/percepções realizadas por professores do ensino fundamental em uma escola pública – João Pessoa (Paraíba, Brasil), em 2009 e 2010. Foi dada ênfase ao fenômeno da ‘Oralidade’, depois da reflexão sobre as diretrizes da mesma no processo educacional da sociedade brasileira e acerca do pluralismo cultural. Esta reflexão teve em mente o exercício da cidadania e o desenvolvimento da consciência crítica entre os alunos. Em primeiro lugar, abordamos a revisão da literatura sobre oralidade: histórico, evolução, o papel da linguística, sua caracterização ao longo dos tempos, seu impacto no ensino. Em seguida, levamos em consideração o conceito de oralidade abordado no PCN (Parâmetro Curricular Nacional). Finalmente, tentamos reunir informações sobre como a fala/oralidade é vista hoje nas escolas, a fim de preparar os alunos para enfrentar situações adversas fora da sala de aula e ajudá-los a melhorar significativamente o aprendizado da língua, num sentido crítico da cidadania. Foi utilizada a metodologia qualitativa de investigação para coletar dados: entrevistas estruturadas com oito professores, de acordo com um roteiro previamente definido, relacionadas com a revisão da literatura e o PCN. As entrevistas destinaram-se a obter suas opiniões sobre oralidade, quão diferentes eles eram dos princípios expressos no PCN e de como eles integram a oralidade em suas práticas de ensino. Da análise realizada e análise do conteúdo das entrevistas, foi possível afirmar que o ponto-de-vista dos professores foi, por vezes, contra as opiniões expressas no PCN. Professores tendiam a concentrar-se nas habilidades de ler, porque acreditavam que era "uma forma de abordar o modo oral na sala de aula" e não "uma maneira de minimizar o uso da língua oral" e a promoção da cidadania ativa num mundo globalizado e multicultural. Professores de diferentes disciplinas curriculares compartilharam esta visão. Portanto, os resultados deste estudo apontam para a necessidade de considerar a oralidade nas escolas como um objeto de estudo, habilitando os alunos a desenvolver sua participação na sociedade, através de assuntos de diferentes matérias e evidenciar a importância do seu senso crítico na aprendizagem que, por sua vez, aumenta suas potencialidades de participar neste mundo globalizado, multicultural.This research study aimed to bring into light the need for the development of orality in schools. This is new in Brazilian language teaching practice, especially among teachers who work in elementary education. The study aimed to analyze the representations/perceptions held by elementary school teachers in a public school – João Pessoa (Paraíba, Brazil), in the years 2009 and 2010. Emphasis was given to the phenomenon ‘Orality’, after reflecting upon the direction of the educational process of orality in Brazilian society and on cultural pluralism. This reflection had in mind the exercise of citizenship and the development of critical consciousness among students. First, we dealt with the revision of literature on orality: background, evolution, the role of Linguistics, its characterization along times, its impact on education. Then, we took into consideration the concept of orality addressed in NCP (National Curriculum Parameters). Finally, we tried to gather information on how speaking/orality is being seen in today’s schools, in order to prepare students to face adverse situations outside the classroom and help them to improve significant language leaning, in a critical sense of citizenship. A qualitative research methodology was used to collect data: structured interviews to eight teachers, according to a previous defined script, linked to the review of literature and NCP. The interviews aimed at getting their views on orality, how different they were from the principles expressed in NCP, how they integrated orality in their teaching practices. From the analysis conducted, content analysis of the interviews, it was possible to state that teachers views went, sometimes, against the views expressed in NCP. Teachers tended to focus on reading skills, because they believed that it was “ a way to address the oral mode in the classroom” and not “a way to minimize the use of oral language” and the promotion of active citizenship in a multicultural, globalised world. Teachers of different curriculum matters shared this view. Therefore the results of this study point to the need of looking at orality in schools as an object of study, enabling students to develop their participation in society, across different subject matters, and enhance their sense of critical significant learning, which, in turn, enhances their potentialities of participating in this multicultural, globalised world.
Description: Orientação: Roberto Jarry Richardson
URI: http://hdl.handle.net/10437/1159
Date: 2010


Files in this item

Files Size Format View
Tânia Dantas Gama - Dissertação.pdf 884.5Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account